Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Notícias / Home

  Tatuagem de henna pode ser um perigo à saúde

 

Substância pode causar alergias e deixar cicatrizes definitivas na pele; tratamento com aplicação de corticoide e silicone não tem restrições para crianças

 

Por Camilla Perez

 

Muito popular na cultura Hindu, a henna é usada em grandes festivais e até mesmo na hora do casamento, quando a noiva enfeita os pés e as mãos como um sinal de "boa sorte". Já no Oriente, a planta Lawsonia inermis (nome científico da henna) é conhecida não só como cosmético, mas também por suas propriedades terapêuticas de ações antibióticas e protetoras da pele.

 

Mesmo do outro lado do globo, não poderia ser diferente: aqui no Brasil, a tatuagem de henna já vem há tempos fazendo a alegria da garotada durante o verão, e também não é deixada de lado pelos adultos, que geralmente optam primeiro pela henna antes de fazerem uma tatuagem definitiva.

 

O problema é que nem tudo é só diversão como parece ser. Muitas substâncias são adicionadas ao produto e acabam por alterar a sua composição. "Quando se adicionam substâncias químicas, como corantes - a exemplo da parafenilenodiamina, que é usada para tornar a secagem mais rápida, dar coloração mais intensa e melhorar a definição do desenho -, aumenta-se o risco de sensibilizações alérgicas (dermatites de contato)", afirma a pediatra e alergista Fátima Rodrigues Fernandes, do Hospital Infantil Sabará.

 

Atenção aos sintomas

Vermelhidão, coceira, inflamação, formação de bolhas e descamações são alguns dos sinais do mau uso das tatuagens de henna. Nestes casos, "é necessária uma avaliação médica para permitir um diagnóstico preciso. Mas, de forma geral, recomenda-se interromper o uso da substância e utilizar medicamentos antialérgicos por via oral e/ou cremes ou pomadas.  Antibióticos também podem ser receitados na ocorrência de infecções secundárias, que agravam o quadro", explica Fátima.

 

As complicações não param por aí. Já que é mais comum no verão, a tatuagem de henna pode dar reação cruzada com protetores solares. E a lesão, por ser mais profunda, pode pigmentar a pele e deixar cicatrizes. A situação se agrava ainda mais se a exposição solar continuar.

 

O caso na Europa

Charlie, um garoto britânico, ficou com uma cicatriz no braço devido a uma queimadura provocada pela henna. Sua mãe, Katie Latimer, disse ao jornal Daily Mail que, dias após o filho fazer a tatuagem, o local queimou, fez bolhas e começou a sangrar.

 

O organismo da criança, que tinha somente 4 anos na época, não reagiu nada bem ao corante. Charlie foi medicado com antibióticos, e os médicos disseram que a cicatriz poderia ser definitiva.

 

Todavia, se o tratamento for imediato, a cura das lesões costuma ocorrer em uma semana.

 

Segundo Luciano Esteves, da Clínica Plena Personal Care (RJ) e membro da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica, "cicatrizes não podem ser removidas, mas é possível deixá-las menores ou ainda escondê-las."

 

Se há má cicatrização do local, a cicatriz pode se tornar hipertrófica, ou seja, ficar avermelhada e um pouco mais elevada do que a superfície da pele, embora tenda a regredir com o tempo. Se a situação piorar, pode haver a formação de queloides. Estes sim estendem o local, endurecem e ainda provocam dores. Além de serem irreversíveis.

 

"Não existe garantia de tratamento de queloides, pois eles podem voltar a crescer, depois de um tempo. Entretanto, é possível aplicar injeções de corticoide para diminuir a inflamação e usar fitas de silicone para comprimir a cicatriz", diz Esteves.

 

Quando questionado pela VivaSaúde sobre um possível risco deste tratamento também ser realizado em crianças, ele foi conciso: "A aplicação é somente local e não há restrições de faixa etária."

 

Fique atento!

 

A henna natural não possui coloração preta, mas sim tons de marrom escuro, que vão sumindo da pele em aproximadamente duas semanas. Isso, é claro, desde que os produtos utilizados sejam de qualidade.

 

Para isso, recomenda-se que a tatuagem seja feita em um estúdio de sua confiança, cujo selo de Vigilância Sanitária deve estar em dia. 

 

E, não se esqueça: Antes de aplicar qualquer produto químico no organismo, é necessário verificar se já houve alguma sensibilização anterior. Afinal, as pessoas alérgicas são mais propensas a estes problemas.





 
Viva Saúde :: 21/02/13
Chás que você deveria tomar todos os dias
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Bye, bye, alface
 
Viva Saúde :: 20/02/13
O desafio do autismo
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS