Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Clínica Geral / Home

  25 exames que seu médico deveria pedir
Além do check-up anual, existem outros testes que devem ser feitos por cada tipo de pessoa. Veja quais deles são necessários a você

Por Carol Nogueira

22- Dosagem de vitamina B12 e de acido fólico
 O que é: A falta de vitamina B12 no organismo pode causar anemia e alterações neurológicas progressivas, se não houver tratamento. A interação dessa vitamina com o ácido fólico é essencial para a proliferação dos glóbulos do sangue, por isso este exame medirá os níveis dessas duas substâncias no organismo.
 Quando realizá-lo: Em pacientes com queixa de memória, principalmente a partir dos 65 anos de idade.
 Como é feito: Por meio de exame de sangue.
 Rede pública X particular: Atualmente, é feito somente na rede particular.
 Preço: entre R$ 30 e R$ 80 (cada exame, separadamente).

23 - Dosagem de vitamina D
 O que é: Além do tradicional impacto negativo na massa óssea, os níveis baixos de vitamina D estão relacionados a um maior risco de diabetes tipo 2, aumento dos níveis de colesterol e até mesmo infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC).
 Quando realizá-lo: Anualmente, a partir dos 40 anos de idade.
 Como é feito: Por meio de exame de sangue.
 Rede pública X particular: Atualmente, é feito somente na rede particular.
 Preço: entre R$ 60 e R$ 150.

24 - Radiografia simples da coluna lombar
O que é: teste para descartar metástases ósseas de neoplasias de mama, próstata ou pulmão.
Quando realizá-lo: Em pacientes com queixas de dores.
Como é feito: raio X da coluna.
Rede pública X particular: É feito em ambas.
Preço: entre R$ 50 e R$ 260.

25 - Densitometria óssea
 O que é: O melhor método para medir a densidade óssea e, assim, diagnosticar a osteoporose e outras doenças que atacam os ossos.
 Quando realizá-lo: A partir dos 30 anos de idade, o ginecologista deve monitorar a perda óssea da mulher anualmente. Os homens também podem fazer o exame a partir dos 40 anos.
 Como é feito: Por meio de um aparelho que mede a massa óssea de determinados ossos do corpo, verificando a quantidade de perda óssea e determinando o risco de fraturas.
 Rede pública x particular: É feito em ambas.
 Preço: entre R$ 100 e R$ 300.

* preços consultados nas centrais de atendimento dos laboratórios cine-hdc, delboni auriemo, fleury e lavoisier popular. variam de acordo com o estado e o laboratório. consultoria: alexandre pupo nogueira, ginecologista do hospital sírio-libanês (sp); alice estevo dias, fonoaudióloga do centro de dor e neurocirurgia funcional do hospital 9 de julho (sp); aline vieira, supervisora do setor de cosmiatria da universidade federal do rio de janeiro (ufrj); ana cristina camarozano, cardiologista do hospital de medicina e cirurgia do paraná; benjamin heck, médico geneticista e consultor do hospital infantil sabará (sp); charles costa de farias, oftalmologista da cerpo oftalmologia (sp); christina may moran de brito, fisiatra do centro de reabilitação do hospital sírio-libanês (sp); cristina abdalla, dermatologista do hospital sírio-libanês (sp); denis pajecki, gastroenterologista do centro especializado em cirurgias minimamente i nvasi vas (cecmi); denise coimbra, ginecologista e obstetra formada pela santa casa de são paulo; di va fukuma, fisioterapeuta do centro de dor e neurocirurgia funcional do hospital 9 de julho (sp); eduardo cadidé, fisioterapeuta da clínica physio center (sp); eduardo mutarelli, neurologista do hospital sírio-libanês (sp); fausto trigo, hematologista do hospital síriolibanês (sp); fernanda machado soares, nutricionista membro da sociedade brasileira de alimentação e nutrição (sban); fernando cembranelli, clínico geral da consultoria bencorp (sp); flávio cure, cardiologista e fundador da ong rio coração; helio castello, cardiologista e coordenador do centro de hemodinâmica e intervenções cardiovasculares do hospital bandeirantes (sp); josé carlos aquino de campos velho, geri atra do hospital santa catari na (sp); marcelo vieira, andrologista do projeto beta de reprodução assistida com responsabilidade social e médico do hospital pérola byington (sp); mônica menon, otorrinolaringologista do hospital sírio-libanês (sp); newton kara júnior, oftalmologista do hospital sírio-libanês (sp); rodrigo moreira, endocrinologista membro da sociedade brasileira de endocrinologia e metabologia (sbem); sandra da si lva maria, nutricionista do cecmi; sylvana braga, nutróloga; wladimir genovesi, dentista do centro de dor e neurocirurgia funcional do hospital 9 de julho (sp).

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3



 
Viva Saúde :: 20/02/13
As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Retenção de líquidos
 
Viva Saúde :: 19/02/13
O que perguntar antes da cirurgia
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS