Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Família / Home

  Pequenas mulheres antes dos 9 anos

por Cristina Almeida
fusão de imagens: Sandra tir / fotos Shutterstock

A idade média para a primeira menstruação tem diminuído ao longo dos anos. Embora não represente nenhum problema grave, é preciso ficar atento aos sinais da puberdade na menina para aliviar as tensões que a situação pode causar

"Agora você é uma mocinha!". Foi assim que a professora de Maite* explicou a ela o que estava acontecendo com seu corpinho de menina de nove anos, quando ela revelou numa aula de Educação Física que já tinha menstruado. A primeira vez que isso ocorreu, Maite estava na escola, mas não contou nada a ninguém. Somente quando chegou em casa é que falou com a mãe, que a examinou e lhe confortou dizendo que não havia nada de errado com ela e que, dali em diante, todos os meses seria assim.
"Na época, eu sentia muita vergonha e me preocupava com a ideia de que alguém pudesse perceber, principalmente meus irmãos", revela Maite. "Minhas colegas, quando souberam, acharam o máximo, mas eu não gostava muito, e o que mais queria era brincar de boneca, sempre escondida, pois eu tinha que me comportar como uma mocinha. Quando lembro desses dias, penso apenas que tive que virar adulta muito cedo", completa. O aparecimento da primeira menstruação, a chamada menarca, é sempre um evento muito esperado entre as adolescentes, mas, quando ela chega precocemente, parece roubar-lhes alguns momentos da infância. O que muita gente não sabe é que menstruar aos nove anos de idade é muito mais comum do que se pensa e é considerado um fato normal.

Os primeiros sinais da puberdade (maturação sexual) nas meninas se manifestam por meio do desenvolvimento mamário (telarca) e do aparecimento de pelos (pubarca), seguindo-se do desenvolvimento do aparelho genital (menarca) e, finalmente, pelo início da ovulação, que determina a capacidade de reprodução. Segundo os médicos, a idade média da primeira menstruação tem diminuído cerca de quatro meses a cada década, e atualmente ela se situa entre 12,5 anos e 13 anos.

Novos parâmetros
Segundo Paul Kaplowitz, pediatra e professor da Universidade George Washington (EUA), autor do livro Early puberty in girls: the essencial guide to coping with this common problem ["Puberdade precoce nas meninas: o guia essencial para lidar com esse problema comum", Ed. Randon House, sem tradução para o português], "existe uma grande variação entre as meninas saudáveis, e algumas iniciam seus ciclos antes dos 10 anos e, em outras, eles não aparecem até os 15 anos".

A puberdade precoce só deve ser considerada quando o desenvolvimento mamário e o aparecimento de pelos acontecem aos 7 anos de idade

Após alguns estudos realizados por Kaplowitz em 1999, novos parâmetros etários foram estabelecidos, e a puberdade precoce só deve ser considerada se a telarca e a pubarca se manifestarem aos sete ou seis anos (para crianças afrodescendentes). Somente nessas hipóteses é que deve ser investigada a existência de disfunções nas glândulas endócrinas, e também a rara presença de tumores. Em ambos os casos, o tratamento é feito à base de remédios ou intervenção cirúrgica (veja o quadro Como identificar a puberdade precoce). A pediatra Silvia Diez Castilho, professora do departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da PUC-Campinas, diz que a idade média para a menarca varia conforme a população e isso se dá por causas genéticas, ambientais, nutricionais, socioeconômicas, além dos níveis de atividade física de cada grupo, todos fatores relacionados com a maturação sexual. Na Europa, por exemplo, esses limites se situam entre 12,9 anos e 13,4 anos, enquanto nos EUA a média é de 12,9 anos e 13,15 anos. No Brasil, os primeiros dados revelavam que a idade média era de 12,6 anos, aumentando no grupo de crianças de nível socioeconômico mais baixo (12,8 anos) e diminuindo entre as meninas de nível mais alto (12,2 anos).

Menarca e família
Essa variação da faixa etária para baixo é denominada tendência secular e está associada à melhora das condições de vida. No caso das meninas brasileiras, essas mudanças se encontram dentro das previsões e se relacionam também às condições climáticas e à cultura.
Silvia Castilho revela ainda que outros fatores podem influenciar a ocorrência da primeira menstruação, e cita um curioso dado em que o núcleo familiar desempenha um papel importante nesse contexto: "Quanto menor a família, mais cedo elas menstruam e, em geral, a filha mais nova também menstrua mais cedo".

Meninas que menstruam muito cedo tendem a omitir o fato das amigas, isso porque desejam ser iguais às demais. Quando a menarca é tardia, elas também se sentem diminuídas

fusão de imagens: Sandra tir / fotos Shutterstock


PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>



 
Viva Saúde :: 20/02/13
O desafio do autismo
 
Viva Saúde :: 21/02/13
Chás que você deveria tomar todos os dias
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Bye, bye, alface
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS