Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Nutrição / Home

  Felicidade à mesa
Tristeza, estresse, falta de energia e irritabilidade - sintomas capazes de atrapalhar a rotina de tanta gente - podem ser combatidos com eficácia. Não, não estamos falando da mais nova descoberta da indústria farmacêutica, mas do consumo de alguns alimentos

POR FRANÇOISE GREGÓRIO / FOTOS FABIO MANGABEIRA

Que tal uma salada de lactucina, seguida por um prato de carboidrato com triptofano e folato e, para a sobremesa, um cacho de flavonóides? Achou um pouco estranho? Na verdade, o que temos aqui é um coquetel anti baixo-astral, que conta com uma salada de alface, um prato de arroz, carne e espinafre e um cacho de uvas. Apesar de não haver um consenso entre os especialistas, o fato é que vários trabalhos científicos feitos ao redor do mundo comprovam o poder de certos alimentos para espantar a tristeza, combater a depressão e a ansiedade e melhorar o humor. Um deles é assinado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) e mostra que os carboidratos, que têm como fontes o arroz, o macarrão, os pães e a batata, ajudam a estimular a produção de serotonina, substância que controla as emoções, e sua falta pode levar a mudanças de humor e depressão.

CERTOS ALIMENTOS MELHORAM O HUMOR PORQUE ESTIMULAM A PRODUÇÃO E A LIBERAÇÃO DE NEUROTRANSMISSORES RESPONSÁVEIS PELAS SENSAÇÕES DE BEM-ESTAR E PRAZER

Outro exemplo é o Food and Mood Project (Projeto Comida e Humor), elaborado pela especialista inglesa Amanda Geary, que mostra que as mudanças no que comemos podem ser positivas para a saúde mental. Cerca de 200 pessoas estudadas ao aumentarem o consumo de frutas, peixes e líquidos e reduzirem a quantidade de açúcar, cafeína, álcool e chocolate, demonstraram uma melhora na instabilidade emocional (26%), na depressão (24%) e em ataques de pânico e ansiedade (26%).

Mas qual a explicação para esses resultados? Segundo a professora de Nutrição e pesquisadora Wilza Arantes Peres, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é a química dos alimentos que pode interferir nas nossas emoções. "Alguns deles ajudam a melhorar o humor e até a combater a depressão, porque estimulam a produção e a liberação de neurotransmissores, substâncias que transmitem impulsos nervosos no cérebro e são responsáveis pelas sensações de bem-estar e prazer", explica.

O mais estudado neurotransmissor é a serotonina e, de acordo com a nutricionista já seriam suficientes para melhorar o humor e podem ser conseguidas em uma xícara de chá de espinafre cozido, por exemplo.

O mais estudado neurotransmissor é a serotonina e, de acordo com a nutricionista Bárbara Sanches, da VP Consultoria Nutricional (SP), sua produção e liberação podem ser comprometidas por alguns fatores como distúrbios fisiológicos e deficiência nutricional.

"Seus níveis cerebrais dependem da ingestão de alimentos ricos em triptofano (aminoácido precursor da serotonina) e de carboidratos", alerta a nutricionista Danielli Botture, da RG Nutri Consultoria Nutricional (SP). Segundo ela, o triptofano, uma vez no cérebro, aumenta a produção do neurotransmissor. Já os carboidratos levam ao aumento do hormônio insulina, o que auxilia na eliminação de aminoácidos circulantes no sangue e abre caminho para a entrada de maior quantidade de triptofano no cérebro.

Por isso, de acordo com o psiquiatra Leonardo Gama Filho, chefe do setor de saúde mental do Hospital Municipal Lourenço Jorge (RJ), em alguns casos, dietas ricas em carboidratos podem ser utilizadas como coadjuvantes no tratamento de melhora do humor. "Isso ocorre principalmente em pacientes que durante o episódio depressivo perderam peso consideravelmente. Mas, mesmo com a relação entre carboidratos e humor comprovada, o consumo dos alimentos deve ser equilibrado e orientado por um profissional de Nutrição", recomenda.

E o açúcar?

Mas, e os doces? Afinal eles também são fontes de carboidratos, certo? E talvez sejam os que dão mais pistas do poder de acalmar os ânimos e melhorar o humor. Basta lembrarmos do copinho de água com açúcar e da caixa de chocolates, que é um convite tentador quando precisamos afogar as mágoas. Porém, antes de atacar, é bom saber que há controvérsias. Embora eles melhorem o humor quase que instantaneamente, essa explosão de açúcar pode provocar uma reação oposta logo em seguida.

Segundo Danielli Botture, quando comemos açúcar, o nível de glicose no sangue aumenta rapidamente e, com isso, o pâncreas produz mais hormônio insulina do que o normal. Em excesso, a insulina acaba retirando mais açúcar do sangue do que deveria - provocando assim, hipoglicemia, que reduz a tolerância do organismo aos fatores que geram estresse. "Uma alimentação pobre em nutrientes e cheia de açúcar, a longo prazo, tende a deixar a pessoa deprimida e cansada, pois o organismo se desgasta para metabolizar os alimentos e não tem a reposição dos nutrientes, que são o seu combustível", completa Bárbara Sanches.

Então, para não perder tempo e encontrar o caminho da felicidade com a ajuda da alimentação, o segredo é adotar uma dieta que mantenha estável o nível de glicose no sangue, ou seja, composta por carboidratos complexos, presentes nos pães e arroz integrais, batata e massas. Por serem digeridos mais vagarosamente, eles liberam o açúcar gradualmente. Deixe o doce para uma situação de emergência.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>



 
Viva Saúde :: 21/02/13
Chás que você deveria tomar todos os dias
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Bye, bye, alface
 
Viva Saúde :: 20/02/13
O desafio do autismo
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS