Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Família / Home

  Limites eles superam todos
Que a atividade física traz inúmeros benefícios à saúde, disso ninguém duvida. Mas para quem já passou dos 60 anos, exercitar-se pode significar um novo desafio, a 'virada de mesa' e até a fonte da juventude... Conheça algumas histórias de sucesso

POR ROSANA FARIA DE FREITAS FOTOS ANDRÉ MOURA

Há cada vez mais evidências científicas, mostrando os efeitos positivos de um estilo de vida ativo durante o envelhecimento. Quem tem mais de 60 anos garante sua capacidade funcional e sua autonomia física muito mais facilmente quando mexe o corpo com regularidade. Estudos provam que os exercícios reduzem em 25% os riscos de doenças cardiovasculares e em 10% as chances de um acidente vascular cerebral (o popular derrame), doença respiratória e distúrbios mentais.

Outra boa notícia é a certeza de que nunca é tarde para começar. "Pesquisas demonstram que não há uma idade certa para aderir a esse mundo dos esportes e da ginástica.

Há casos de pessoas que iniciaram aos 50 e 60 anos e hoje são capazes de correr uma maratona, por exemplo", conta Wanderlei de Oliveira (SP), fundador da Corpore - Corredores Paulistas Reunidos, diretor da Federação Paulista de Atletismo e da Assessoria Esportiva Run for Life. Ele observa que, por diferentes motivos, indivíduos com mais de 40 anos são encorajados a reduzir ou eliminar a atividade física. "Nada mais errado.

Estudos recentes, realizados pelo Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM), mostram que a produtividade de homens e mulheres com mais de 50 anos, que seguem um programa de corrida orientado, é maior se comparada a de inativos da mesma faixa etária."

Veja, a seguir, histórias que assinam embaixo de tudo isso...

QUEM PRETENDE INICIAR UMA ATIVIDADE FÍSICA PRECISA: FAZER UM CHECK-UP CLÍNICO, ORTOPÉDICO (80% DOS IDOSOS NÃO SABEM QUE TÊM OSTEOPOROSE) E, SE POSSÍVEL, DENTÁRIO E OFTALMOLÓGICO. SUBMETA-SE TAMBÉM A UMA AVALIAÇÃO ESPECÍFICA, COM ELETROCARDIOGRAMA DE ESFORÇO, ACOMPANHADO PELO MÉDICO ESPORTIVO

"SAIO DA ACADEMIA COM UMA CANSEIRA GOSTOSA E CHEIO DE DISPOSIÇÃO"
"A atividade física entrou cedo na minha vida, aos 12 anos. Eu tinha o corpo pouco desenvolvido e resolvi fazer ginástica sueca e exercícios em aparelhos. Mas isso só durou até os 18 anos, quando comecei a trabalhar. Minha jornada era pesada, quase 14 horas todos os dias; eu dava aula de manhã e à noite para complementar o salário. Para piorar, fumei dos 20 aos 35 anos, um maço por dia. Felizmente eu não bebia e minha alimentação era mais ou menos saudável, não por consciência e sim por acaso, nunca gostei de álcool e de comidas gordurosas. De qualquer forma, cheguei aos 68 anos com o peso controlado, mas me sentindo pesado e sem disposição. Não havia dúvida de que a atividade física estava fazendo falta. Em 1992, entrei para uma academia e comecei a praticar hidroginástica e natação. Mantive esse ritmo por uns sete anos, até que mudei de academia e, como a piscina não estava pronta, me encaminharam para a musculação. Adorei e não parei mais. Hoje, sigo um programa de treino rígido, acompanhado por profissionais: segunda e sexta, alongamento e musculação; terça e quinta, natação; e quarta, musculação. Quando comecei, eu pesava 76 kg, hoje tenho 64 kg. Passei a competir nas provas de 100, 200 e 400 metros nado livre, categoria 80 mais. Nos últimos três anos, fui consagrado campeão por tempo. Como está minha saúde? Muito bem. Sinto-me melhor que antes, durmo oito horas por noite e tenho disposição para tudo. Saio da academia com uma canseira gostosa e lépido como nunca! Atribuo minha boa condição física à herança genética - meu pai chegou em ótimas condições aos 96 anos - e, claro, ao exercício regular. O melhor de tudo é que tenho metas a alcançar, objetivos que me impulsionam para a frente: se tudo der certo, pretendo disputar provas internacionais quando chegar aos 90 anos. Vontade e garra não me faltam!"

Daphnis de Lauro, economista, 82 anos. Treina na Academia Competition (SP) e é tri-campeão de natação por tempo.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>



 
Viva Saúde :: 20/02/13
O desafio do autismo
 
Viva Saúde :: 21/02/13
Chás que você deveria tomar todos os dias
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Bye, bye, alface
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS