Revista Viva Saúde  
alguns ciencia comer dicas dor editorial existe nutrição saude tratamento
 
 
Edição 119 | EXPEDIENTE
Clínica Geral / Home

  Sibutramina: culpada ou inocente?
Para uns, a sibutramina é a arma mais eficaz que existe na guerra contra a obesidade. Para outros, os riscos desse inibidor de apetite ainda são maiores que os benefícios. VivaSaúde ajuda você a descobrir quem tem razão

por André Bernardo | ilustração Hare lanz
fonte: ims health do brasil / arte: amanda matsuda

Sem a sibutramina, os obesos não teriam muitas alternativas. Uma delas seria o orlistat, que reduz a absorção da gordura no intestino. "O custo é alto e sua eficácia, moderada e não serve para todos os obesos", pontua Rosana. Outra opção seria o liraglutide, droga antidiabetes que tem mostrado resultados na perda de peso. "Mas, seu uso ainda não está liberado para obesos", diz.

Os especialistas preveem um aumento no número de cirurgias bariátricas. Só em 2010, foram feitas 60 mil procedimentos para reduzir o estômago no país. "A cirurgia é vista como um milagre por muitos, mas alguns recuperaram todo o peso", alerta Cintia.

Segundo Rosana, a diferença da sibutramina aos demais é sua ação no organismo. "Ela inibe o apetite e aumenta a saciedade. Já os outros anorexígenos apenas inibem a fome", destaca. Para ele, o remédio emagrece mais porque aumenta o gasto energético.

Discriminação contra obesos
Para ele, a polêmica envolvendo o uso da sibutramina apenas encobre uma questão ainda mais grave: os pacientes obesos são vítimas de preconceito pelo simples fato de serem obesos. "O paciente obeso ainda é discriminado, inclusive, no seu tratamento farmacológico. Para muitos, os portadores de obesidade ainda são considerados glutões que não praticam atividade física. Infelizmente, os obesos ainda são vítimas de discriminação no aspecto ético, social, psíquico e ambiental", lamenta.

Diante disso, cabe a pergunta: é possível tratar obesidade só com uma dieta balanceada e realizar exercícios físicos? Quem responde é Durval Ribas Filho. "Como forma preventiva, sim. Mas, a partir do momento que a obesidade se estabelece, não. Dieta e exercício físico não são suficientes para que o indivíduo retorne ao peso anterior. Para piorar a situação, taxas metabólicas mais baixas dificultam ainda mais a perda de peso em faixas etárias avançadas." Ou seja, um jovem de 15 anos emagrece mais facilmente que um adulto de 45", exemplifica.

Sim, mudança de estilo de vida é a forma mais segura que existe para emagrecer. No entanto, essa tática aparentemente infalível pode falhar na maioria dos casos. Segundo Cintia, quando fazemos dieta, vários gatilhos são acionados para que nosso organismo recupere o peso perdido o mais depressa possível. "Um desses mecanismos é a redução da leptina, um hormônio produzido pela gordura que inibe a fome. E o indivíduo passa a sentir mais fome do que antes", afirma.

De acordo com os médicos, a sibutramina é indicada como fator coadjuvante nos casos em que medidas saudáveis como manter uma dieta balanceada e exercícios físicos, entre outras, não alcançam os resultados desejados em prazos razoáveis. "Hoje em dia vivemos em um mundo obesogênico, onde é muito difícil adotar um estilo de vida saudável. A maioria dos pacientes até conseguem iniciar um tratamento, mas não são capazes de mantê-lo por muito tempo, ressalta Rosana. Segundo a especialista, apenas 20% dos portadores de obesidade conseguem alcançar êxito com as medidas não medicamentosas.

 

fonte: ims health do brasil / arte: amanda matsuda

 

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2



 
Viva Saúde :: 20/02/13
As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
 
Viva Saúde :: 20/02/13
Retenção de líquidos
 
Viva Saúde :: 19/02/13
O que perguntar antes da cirurgia
 

 
Viva Saúde :: Clínica Geral :: ed 79 - 2009
25 exames que seu médico deveria pedir


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 70 - 2009
9 formas eficazes de acelerar o metabolismo


Viva Saúde :: Nutrição :: ed 78 - 2009
Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)


 










As novidades da Viva Saúde em primeira mão!





 


Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!
 

Bye, bye, alface
Consumir salada no dia a dia é difícil? A dica é estimular seu paladar com diferentes tipos de folhas e molhos

As mentiras que as mulheres contam (aos médicos)
"Conte-me tudo, não me esconda nada". Essa é a súplica dos profissionais da saúde às pacientes



clínica geral
nutrição
família
viver bem
guia
nesta edição

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS