assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Mais disposição com o grão-de-bico

Publicado em 06 de May de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

De acordo com nutricionistas, o consumo de grão-de-bico pode melhorar o raciocínio, a disposição física e ainda garantir a sensação de bem-estar. Confira todos os benefícios desta leguminosa



Texto: Revista VivaSaúde Especial Depressão / Foto: Danilo Tanaka / Adaptação: Ana Paula Ferreira

Para se beneficiar dos nutrientes presentes no grão-de-bico, é indicado consumir consumir de

1 ½ colher (de sopa) a 3 por dia. Foto: Danilo Tanaka

Talvez um dos motivos que fazem essa leguminosa não estar muito popularizada na mesa dos brasileiros seja o custo, que pode chegar a ser cinco vezes maior que o preço do feijão. Apesar disso, a relação de custo e benefício vale a pena e merece uma segunda chance na sua dieta. O grão-de-bico é repleto de triptofano, aminoácido essencial para a produção da serotonina, aquela famosa substância que garante a sensação de bem-estar. É também uma rica fonte de ferro, carboidratos e proteínas, devendo até mesmo sua casca ser aproveitada, já que é rico em fibras. Seu consumo semanal garante diversos efeitos fisiológicos, como maiores taxas de ovulação e melhoria do padrão de desenvolvimento das crianças.

O ferro disponível no grão-de-bico é mais bem aproveitado pelo organismo do que outros grãos similares, como o feijão e a lentilha. Com relação às proteínas, a qualidade delas é muito superior à das demais leguminosas, porque são totalmente digeridas pelo corpo.

Segundo a nutricionista Gabriela Passoni, “o grão-de-bico apresenta uma boa biodisponibilidade, assegurando a oxigenação no cérebro, e a síntese de mielina, que é um isolante elétrico que permite uma condução mais rápida e eficiente dos impulsos nervosos, o que pode melhorar o raciocínio, a disposição física e também o humor”.

Além disso, as fibras dão a sensação de saciedade, fazendo com que a vontade de comer diminua e auxiliando na manutenção do peso. Sua versatilidade permite o preparo de diferentes pratos, frios e quentes, como saladas, sopas, em pastas e patês e até em doces.

Para garantir o melhor aproveitamento dos nutrientes, especialistas sugerem que, antes de fazer qualquer receita, o ideal é deixar o grão-de-bico de molho em água na geladeira, de um dia para o outro. Depois é só cozinhar e utilizar de acordo com sua escolha.

Modo de usar: consumir de 1 ½ colher (de sopa) a 3 por dia.

Amigo de todos os corações

Um estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition mostrou que uma dieta feita com o grão-de-bico é capaz de reduzir o colesterol total e o colesterol ruim (LDL). Os pesquisadores acreditam que o resultado esteja associado à presença dos ômegas-3 e 6, que estão relacionados à diminuição do índice de gorduras no sangue e à prevenção de doenças cardiovasculares, como infartos e AVC. As fibras presentes nessa leguminosa são geralmente solúveis em água, por isso o grão-de-bico também colabora para o bom funcionamento do coração, pois diminui a absorção de açúcar, gordura e colesterol.




COMENTE!