assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Dieta alcalina: saiba mais sobre a acidez e a alcalinidade

Publicado em 19 de Apr de 2017 por Kelly Miyazato | Comente!

Você sabia? A poluição, o estilo de vida estressante e o uso de medicamentos intensificam a acidez produzida pela alimentação. Fique por dentro sobre os benefícios da dieta alcalina para se manter mais saudável



 

Dieta alcalina: saiba mais sobre a acidez e a alcalinidade

Você costuma se sentir cansado, estufado, com gases ou azia depois das refeições? E sofre de dores de cabeça, cólicas estomacais ou problemas para se concentrar? Saiba que muitos desses sintomas podem ser atribuídos ao que você coloca para dentro do seu organismo, e combatidos com mudanças na dieta.

Para uma parcela significativa dos nutricionistas, boa parte desses sintomas vem de um desequilíbrio no pH do sangue. Lembre-se o que significa essa sigla: o potencial hidrogeniônico é um índice que define o grau de alcalinidade ou acidez de qualquer substância ou meio. Quanto mais baixo o pH, maior a acidez. E quanto mais alto, maior a alcalinidade. O espectro é de 1 até 14. Entre alimentos e bebidas, os valores variam de 3 a 9.

Tudo o que ingerimos provoca uma reação química, ou metabólica, em nosso organismo. Por isso, o que vale não é o pH intrínseco de cada alimento, mas o rastro deixado por ele ao ser processado no estômago. “É importante saber que a acidez de um alimento deve ser medida pelo seu efeito no organismo após a digestão, e não em seu teor de acidez e alcalinidade intrínseca”, detalha a nutricionista Alessandra Steffens (SC).

“Nosso organismo trabalha todo o tempo para manter o pH sanguíneo entre 7,3 e 7,4, ou seja, levemente alcalino. Esse é o ponto de equilíbrio para que as células consigam armazenar nutrientes em proporções adequadas e liberem resíduos celulares”, explica a nutricionista.

Eliminação de toxinas
Em outras palavras, é preciso priorizar alimentos com poder alcalinizante para fazer nosso corpo funcionar melhor e eliminar mais toxinas.

O problema é que a dieta contemporânea, repleta de industrializados, deixa um forte rastro de acidez no organismo.

O estilo de vida que as pessoas levam só piora tudo: “Podemos receber cargas ácidas das emoções que, a cada década que passa, tornam-se mais intensas, como estresse, falta de sono, raiva e competitividade”, complementa a nutricionista Helouse Odebrecht (SC). E ainda há outros itens capazes de desequilibrar o pH sanguíneo: “A poluição das grandes cidades, a utilização de medicamentos, e o próprio envelhecimento diário das nossas células podem influenciar de forma negativa”, completa a nutricionista Mariana Duro (SP).

 

  • Ao adquirir a Coleção VivaSaúde Especial – Você mais saudável com a dieta alcalina, vai descobrir como neutralizar o excesso de acidez no sangue, além de aprender a equilibrar as refeições e a turbinar a absorção de nutrientes pelo organismo. Olha só como é fácil garantir o seu exemplar pelo site → http://bit.ly/2iM7hlB.

 

*Produção e edição de texto Tatiana Pronin | Coleção VivaSaúde Especial – Você mais saudável com a dieta alcalina | Produção culinária Janaina Resende | Foto Marcelo Resende e Shutterstock | Adaptação Kelly Miyazzato.

 

Coleção VivaSaúde Especial – Você mais saudável com a dieta alcalina

 

 

 

 

 



COMENTE!