assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Consumo de brócolis pode reduzir a propensão a certos tipos de câncer, como o de próstata e de pulmão

Publicado em 15 de Nov de 2017 por Ana Carolina Gabriel | Comente!

Além disso, o brócolis é considerado um superalimento já que contém, ainda, ferro, cálcio, vitaminas C e K, bem como grande quantidade de fibras. Conheça mais benefícios



Texto Tatiana Pronin | Foto Marcelo Resende e Shutterstock | Edição web Ana Carolina Gabriel

Vegetal bem-aceito até pelas crianças, graças ao seu sabor, textura e versatilidade, o brócolis está na lista dos chamados “superalimentos”, já que fornece nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo e já foi associado à prevenção de diversas enfermidades.“É um vegetal crucífero da mesma classe da couve-flor, da couve-de-bruxelas e da couve-manteiga, alimentos que estão associados a um menor risco de doenças por causa do sulforafano, composto que ajuda a reduzir os níveis de citocinas pró-inflamatórias”, explica a nutricionista Clarissa Fujiwara. Estudos sugerem que o consumo frequente desse tipo de vegetal ainda reduz a propensão a certos tipos de câncer, como o de próstata e de pulmão.

O composto também parece proteger contra os danos à cartilagem,segundo estudos realizados em animais. É que o sulforafano ajudaria a bloquear certas enzimas que estimulam o processo degenerativo dessa estrutura essencial para o movimento das articulações. Um desses trabalhos,realizado pela Universidade de East Anglia, no Reino Unido, foi publicado no periódico Arthritis & Rheumatism, e já existem estudos destinados a confirmar a hipótese em humanos em andamento.

O brócolis contém, ainda, ferro, cálcio, vitaminas C e K, bem como grande quantidade de fibras, outro elemento bem-vindo para quem sofre com quadros inflamatórios. Outra vantagem é que esse vegetal apresenta quantidade de proteína superior à de outras verduras.


COMO CONSUMIR: segundo a nutróloga Letícia Fontes, para preservar ao máximo a quantidade de seus poderosos nutrientes, o ideal é consumi-lo no vapor, ou ligeiramente cozido. Por ser rico em fibras e pobre em calorias, o vegetal pode ser misturado ao arroz, ao macarrão e à batata com o intuito de reduzir o índice glicêmico das refeições. Isso prolonga a saciedade e colabora para o controle do peso.

 

Coleção Especial VivaSaúde - Artrite e artrose: as doenças das articulações

 

 



COMENTE!