assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Alimentação saudável: entenda a importância de preservar os nutrientes

Publicado em 19 de Nov de 2015 por Kelly Miyazato | Comente!

Quer garantir o preparo saudável do cardápio do dia a dia? Então, entenda a importância de preservar os nutrientes dos alimentos



Invista na alimentação saudável e entenda a importância de preservar os nutrientes

  • Comida de verdade

Preparar refeições saborosas e, ao mesmo tempo, nutritivas é um desafio até para cozinheiros de mão cheia. E não é somente porque é preciso moderar a gordura, o sal e o açúcar. O simples fato de descascar um legume, cortá-lo em pedaços e colocar a panela no fogo leva a perdas nutricionais que podem ser significativas, a depender do modo de preparo. Para se ter uma ideia, apenas 20% do teor de vitamina C dos brócolis são mantidos após seis minutos de cozimento na panela de pressão.

“O calor promove trocas químicas, físico-químicas e estruturais nos componentes dos alimentos e, dependendo da temperatura e do tempo de cozimento, há destruição de enzimas, modificações das propriedades sensoriais e nutricionais do produto cozido”, explica a nutricionista Karina Valentim (SP).

  • Proveito para o corpo

Isso não significa que é preciso consumir tudo cru. Variar o cardápio também é uma forma de estimular os sentidos, o apetite e o cuidado com a saúde. “A razão de cozinharmos é fazer com que os alimentos sejam mais bem aproveitados por nosso corpo, deixá-los macios ou dar sabor diferenciado”, comenta a nutricionista Maria Elisabeth Pinto e Silva, membro da Câmara Técnica do Conselho Regional de Nutricionistas de São Paulo (CRN-3). As cascas de muitos legumes e frutas são impossíveis de ser ingeridas. No entanto, essa camada externa funciona como proteção e concentra muitos nutrientes importantes. Assim, procure aproveitá-las nas receitas sempre que possível. Usar muita água, ou uma panela grande demais, pode levar a perdas importantes. A não ser que você vá consumir o caldo depois, use o mínimo possível de líquido e um recipiente adequado.

Mas é preciso saber que há situações em que a cocção é essencial para preservar a saúde. São três os métodos possíveis: o uso de calor úmido (vapor, fervura etc.), calor seco (assado, grelhado, fritura) ou misto (assado com papel-manteiga).

 

*Texto Tatiana Pronin | Fotos Adriano Campos | Produção Janaína Resende | Ilustrações Igor Ras | Fonte Karina Valentim, nutricionista da Patricia Bertolucci Consultora Nutricional (SP) | Adaptação Kelly Miyazzato.


Revista VivaSaúde | Ed. 151

 



COMENTE!