assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Alimentação para controlar a ansiedade

Publicado em 07 de Apr de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

Saiba quais são os alimentos com propriedades calmantes e nutrientes que compõem e modulam neurotransmissores da tranquilidade no nosso cérebro e organismo



Texto: Revista VivaSaúde Especial Ansiedade/ Foto: Danilo Tanaka/ Adaptação: Letícia Maciel 

O estresse, muitas vezes consequência da ansiedade, pode fazer com que
mulheres comam 7 vezes mais doces!
Foto: Danilo Tanaka 

Quem nunca descontou a ansiedade na comida que atire o primeiro saco de açúcar! Aí está um alimento campeão no consolo daqueles que não conseguem se acalmar. Alimentos que têm uma queima rápida no organismo, no geral, dão uma sensação de satisfação rápida, além de se assemelharem a um tipo de recompensa, devido ao delicioso sabor. Isso anula a sensação ruim trazida pela ansiedade e pelo medo de que tudo dê errado. O processo chega a ser neurológico: ao comer esse tipo de ingredientes, são ativadas regiões do cérebro ligadas às boas sensações, da mesma forma como aquelas relacionadas ao sexo e a alguns vícios. Por conta disso, nosso corpo libera dopamina, um neurotransmissor que gera prazer, uma sensação doce que acaba superando o amargor que a ansiedade nos traz. Pena que por pouco tempo! logo isso passa e ficamos necessitando de uma dose maior, o que leva a um círculo vicioso.

Mas a relação entre o ansioso e suas refeições vai além do consolo psico e neurológico: aquilo que comemos pode influenciar nas repercussões físicas da ansiedade, além de mexer, de outras formas, com a nossa mente. “Alguns nutrientes são capazes de fornecer substratos para melhorar a produção de neurotransmissores que causam sensação de prazer e relaxamento, melhoraram a eficiência na transmissão das sinapses nervosas e o desempenho da cognição”, explica a nutricionista Fabiana honda, da PB Consultoria nutricional. Ou seja, talvez esteja no nosso prato uma parte da solução eficaz, e não apenas temporária, para a ansiedade.

Arrume seu cardápio

Os especialistas afirmam que ainda não há estudos comprovando a exata conexão entre o que comemos e como nos sentimos. “Não existe essa resposta. Alguns trabalhos, ainda pequenos, mostram algum benefício da dieta do mediterrâneo na ansiedade”, explica o clínico geral Camiz. Porém, alguns nutrientes são apontados como aliados dos ansiosos. “Magnésio, taurina, teanina e triptofano são excelentes nesse controle, pois aumentam a concentração do ácido gama-aminobutírico (gABA) e diminue o glutamato no cérebro, neurotransmissores responsáveis por ansiedade, agressividade e calma”, considera a nutricionista funcional e clínica Daniela Jobst. são itens presentes, em excelentes quantidades, em uma alimentação balanceada e bem colorida.

Revista VivaSaúde Especial Ansiedade 



COMENTE!