assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Saiba tudo sobre alimentação do bebê após o leite materno

Publicado em 05 de Oct de 2015 por Marília Alencar | Comente!

A partir dos 7 meses de idade é importante que o bebê consuma outros tipos de alimentos para ter uma gama maior de nutrientes



Texto Natasha Franco / Foto: Shutterstock

Alimentação do bebê

(Foto: Shutterstock)

Quando o bebê nasce, o leite materno é o único alimento de que ele precisa: fonte de diversos nutrientes na medida certa, ele foi feito especialmente para a criança e também ajuda no reforço de seu sistema imunológico. Mas quando o bebê entra no sétimo mês, diversos fatores fazem comque o aleitamento materno perca sua exclusividade na alimentação dos pequenos. “Teoricamente, a partir do sexto mês o leite materno não dá tudo que a criança precisa, aumenta a atividade dos pequenos e, assim, a demanda de alimentos”, explica a pediatra Fernanda Ceragioli Oliveira, professora da disciplina de Nutrologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Também nessa fase começa o desenvolvimento neuropsicomotor da criança, que lhe dá maior habilidade para se alimentar sozinha, portanto, essa é a melhor hora de aprender! Além disso, atualmente é muito difícil a mãe continuar amamentando por tanto tempo.“A mulher está no mercado de trabalho, e o aleitamento exclusivo depois desse tempo é uma luta”, considera a nutróloga e pediatra Jomara de Araújo, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

Aleitamento até os 2 anos

Mas a mamada não deve ser abandonada. Na verdade, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomendam que o aleitamento continue até pelo menos os 2 anos de idade, acompanhado dos alimentos sólidos.“A amamentação não se constitui só de nutrientes, existe o fator emocional, do aumentodo vínculo entre mãe e filho, e também um aspecto imunológico, de proteção da criança contra infecções, entre outros problemas de saúde”, ressalta Fernanda. 

A especialista acrescenta que o leite materno é um alimento facilmente absorvível e é importante principalmente no começo da introdução dos alimentos, já que na fase de adaptação a criança não terá todos os nutrientes vindos apenas da comida.

Revista VivaSaúde/ Edição 148



COMENTE!