assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Combinações de alimentos ajudam a combater doenças

Publicado em 10 de Feb de 2015 por Clara Ribeiro | Comente!

A ação simultânea de determinados nutrientes potencializa seus efeitos no organismo. Aprenda como tirar proveito disso para prevenir doenças crônicas, melhorar a digestão e aumentar a imunidade



Texto: Priscila Pegatin / Fotos: Fabrizio Pepe / Produção: Janaina Resende / Adaptação: Clara Ribeiro

Alimentos podem ser classificados por facilitar a absorção ou complementar seus nutrientes.

Saiba quais grupos auxiliam no combate a doenças

Foto: Frabizio Pepe

Arroz com feijão, queijo com marmelada, iogurte com aveia. As duplas alimentares estão presentes na tradição alimentar do nosso dia a dia. E além do paladar agradável, elas podem colaborar e muito com a sua saúde. Isso porque a ingestão conjunta de alguns nutrientes tem um resultado positivo no organismo. A esse fenômeno os especialistas chamam de sinergia dos alimentos. Entre os benefícios dessa composição alimentar destacam-se a melhor absorção de substâncias capazes de prevenir ou auxiliar no tratamento de doenças como o câncer. Além disso, melhora do processo digestivo e da imunidade também é observada.

Lunamaris Salum de Abreu, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), explica que, para compor essa sinergia é preciso classificar o alimento conforme suas funções: facilitador na absorção ou na digestão, complementar, potencializador da propriedade funcional do outro, neutralizador do segundo nutriente, ou ambos alimentos podem possuir as mesmas propriedades, mas que estas agem de forma independente. O modo de preparo, cru, cozido ou no vapor, influencia no resultado. Considerando essas classes, sugerem-se quatro duplas para ajudar no combate ao câncer, na digestão e blindar a imunidade. Saiba quais são elas:

Contra o câncer

BRÓCOLIS + RABANETE

Vegetais crucíferos são ricos em vitaminas, minerais e fontes de fibras. O consumo está associado à redução do risco de câncer de mamas, bexiga, pulmão e cólon, devido ao alto conteúdo deglicosinolatos – nutrientes provenientes de vegetais. Os crucíferos têm ainda antioxidantes e fenólicos que ajudam na defesa imunológica. O destaque fica com os brócolis. Ricos em vitaminas C e A, e folato, são essenciais para a síntese e o funcionamento do DNA e do RNA. Cozinhe o vegetal no vapor ou o mergulhe em água fervente. Inclua a dupla no cardápio diário de salada.

AÇAFRÃO + PIMENTA-DO-REINO

Certas especiarias, como o açafrão, contêm propriedades antiproliferativas, isto é, não deixam as células cancerígenas se multiplicarem. Ele ainda tem ação antiinflamatória e antioxidante. A ingestão da especiaria está associada ao risco menor de tumores de cabeça, pescoço e intestino. Já um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan (EUA) mostrou que a pimenta-do-reino, em combinação com a cúrcuma, encontrada no açafrão, é capaz de inibir o crescimento de células relacionadas ao câncer de mama. A dupla pode ser consumida em forma de salada ou servir como condimentos para sopas, cremes e caldos.

Para melhorar a digestão

IOGURTE + AMÊNDOAS

Por possuir bactérias “do bem”, o iogurte melhora a composição da microbiota intestinal, fortalecendo a imunidade e o funcionamento do intestino. É um alimento rico em aminoácidos de alto valor biológico. A associação do iogurte com uma oleaginosa, como a amêndoa, que é rica em gorduras monoinsaturadas, favorece o metabolismo levando à saciedade, ao esvaziamento gástrico adequado, além de equilibrar a insulina. A dupla pode ser consumida como lanche da tarde ou em molhos em saladas.

Para aumentar a imunidade

CARNE + MANGA

O betacaroteno é um antioxidante contido em frutas e vegetais da cor laranja. No corpo ele é convertido em vitamina A e mantém a saúde da pele, dos olhos, e ajuda na resistência às infecções. Para potencializar o efeito da manga, o zinco deve ser um aliado. Isso porque ele cria no organismo uma ação de defesa contra vírus, bactérias e fungos. Encontre-o em ostras, semente de abóbora, frango, carne bovina e carne de cordeiro. Faça a carne como prato principal, salada de folhas frescas e manga. Mas evite a gordura visível. Ela provoca doenças cardiovasculares e, se assada, pode conter nitrosaminas que são substâncias cancerígenas.

Revista VivaSaúde - Edição 141



COMENTE!