assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Alimentos que cuidam da pele durante o verão

Publicado em 19 de Nov de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Alguns alimentos podem tanto acelerar o bronzeado como proteger a pele dos efeitos danosos do sol


  • Cenoura e mamão 

    Esses alimentos são ricos em substâncias chamadas carotenoides. Elas estimulam a produção de melanina, o pigmento natural da pele, que colaboram para sua proteção contra os raios ultravioleta. Além disso, os carotenoides são importantes para a manutenção do sistema imunológico, promovendo a saúde da pele e dos olhos e prevenindo o desenvolvimento de células cancerígenas. É um duplo benefício: ao mesmo tempo em que o organismo fica protegido, a pele ganha um bronzeado mais duradouro.

    Quanto e quando consumir: São recomendadas duas fontes diárias desses alimentos por dia. Ou seja, duas porções de mamão, ou uma de mamão e uma de cenoura. Uma pesquisa realizada em 2002 pela Unilever e vários laboratórios da Inglaterra indicou que, para se conseguir os benefícios, é necessário começar a consumir esses alimentos por volta de duas semanas antes da exposição ao sol.

  • Chá –verde 

    É rico em polifenois, substâncias que combatem os radicais livres que envelhecem a pele. O principal são as catequinas, que têm ainda um alto poder anti-inflamatório. Uma pesquisa realizada em 2007 pela Universidade do Alabama, em Birminghan, nos Estados Unidos, comprovou os efeitos da catequina contra os danos provocados à pele pela radiação UV. O uso tópico também pode trazer benefícios. Compressas com o chá devem ser aplicadas na pele depois da exposição excessiva ao sol para acelerar a recuperação, segundo indica um trabalho divulgado em agosto pela revista Alternative and Complementary Therapies, dos Estados Unidos.

    Quanto e quando consumir: Recomenda-se o consumo de pelo menos 300 ml 30 minutos antes da exposição ao sol para que possa ser degradado, absorvido e estar disponível na circulação

     

  • Cereja, morango, kiwi, laranja e limão

    Essas frutas têm em comum uma grande quantidade de vitamina C. Essa vitamina é um antioxidante muito poderoso que, entre outras coisas, ajuda a manter a integridade do colágeno que dá sustentação à pele. Tem também um papel importante na eliminação dos radicais livres que roubam moléculas de oxigênio da pele, causando seu envelhecimento. A cereja, além da vitamina C, é rica também em outro poderoso antioxidante, a melatonina (o mesmo que ajuda o corpo a adormecer), que funciona como um reparador dos danos causados pelos raios solares.

    Quanto e quando consumir: Por ser solúvel em água, os níveis da vitamina C armazenados no corpo são reduzidos. Isso significa que é preciso consumir diariamente esses alimentos para usufruir desses benefícios, pelo menos duas porções

  • Romã 

    A fruta é rica em ácidos gálico, elágico e procaquínico, que barram as moléculas que danificam as estruturas celulares, levando ao câncer de pele. Além disso, as sementes são ricas em antocianinas, substâncias que conferem a cor avermelhada e também têm propriedades anticancerígenas. Pesquisadores do Departamento de Dermatologia da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, comprovaram a capacidade de o suco da fruta proteger contra os raios UV do sol graças à alta quantidade de polifenois antioxidantes.

    Quanto e quando consumir: Cerca de um mês antes de se expor ao sol, passe a fazer uso da fruta salpicando as sementes em saladas, como ingrediente de molhos, sobremesas e sucos. Os estudos não são conclusivos quanto à quantidade a ser consumida, por isso o melhor é incluí-la como parte da dieta.

Texto: Ivonete Lucirio/ Fotos: Danilo Tanaka, Fabio Mangabeira/ Shutterstock/ Produção: Janaina Resende/ Adaptação: Letícia Maciel 

Revista VivaSaúde Edição 116



COMENTE!