assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Entenda o que são tubérculos e como consumir

Publicado em 01 de Feb de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Tubérculos como a batata e a mandioca são consumidos diariamente por muitos brasileiros. Mas outros ingredientes dessa família merecem entrar no seu prato. Entenda mais



Texto Marcela Carlini / Foto: Fabio Mangabeira/ Adaptação Marília Alencar 

Tubérculos

(Foto: Fabio Mangabeira)

Quando se fala em tubérculo, a primeira imagem que vem à mente é a batata. Por combinar com tudo e ser de fácil preparo, hoje ela já é o quarto alimento mais consumido no mundo, ficando atrás somente de arroz, trigo e milho. Porém, além dessa “queridinha” da culinária mundial, existem outras raízes que merecem atenção por serem muito benéficas para o organismo. São elas: o inhame, a mandioca, a batata-doce, a cenoura, a beterraba, o nabo e o rabanete que, sozinhas ou combinadas, garantem saúde de sobra para você. “Tubérculo é a parte grossa de um caule que cresce debaixo da terra. Ele se comporta como um órgão de armazenamento de energia”, explica Mariana Fróes, nutricionista do Centro Multidisciplinar da Dor. Em sua maioria, são ricos principalmente em carboidratos complexos e famosos por fornecerem vitaminas C e do complexo B, minerais como cálcio e fósforo e até mesmo alguns antioxidantes, como o betacaroteno. 

Além da energia

“Os carboidratos são a principal fonte de energia para o organismo e devem fazer parte da alimentação diária”, lembra Mariana. Além disso, as vitaminas do complexo B são de extrema importância para as funções do sistema nervoso central, assim como para o processo de formação de serotonina, o neurotransmissor que está ligado à sensação de bem-estar. Já a vitamina C é responsável pela redução do risco de câncer e ataques cardíacos e aumento da resistência a viroses. O betacaroteno é um precursor da vitamina A, importante para o crescimento, para a visão, para a reprodução, para a formação de ossos e para a integridade funcional da pele.

Forma de consumir

“Alguns tubérculos, como a batata, a batata-doce, o inhame e a mandioca, podem substituir o arroz, o macarrão ou o pão nas refeições”, afirma a nutricionista. Mas para deixá-los ainda mais saudáveis, prefira prepará-los na forma de purê, sopas, assados ou cozidos no vapor. Já a cenoura, o rabanete e o nabo devem ser incluídos crus nas saladas. Agora que já se sabe como comer, surge a dúvida sobre a quantidade certa. Segundo Mariana, o mais importante em uma boa dieta é consumir os alimentos de forma variada. “Incluir um tubérculo nas refeições diárias garantirá a energia necessária para o organismo, além de todos os outros benefícios gerados por seus nutrientes”, recomenda.

Revista VivaSaúde/ Edição 90



COMENTE!