Super Banner

Curiosidades sobre a atemoia

Publicado em 20 de Dec de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

Para quem tem prisão de ventre, colesterol alto, gripes e resfriados, esta fruta é um remédio natural. Saiba algumas curiosidades da atemoia



Texto: Romulo Osthues / Foto: Shutterstock / Adaptação: Ana Paula Ferreira

A atemoia é fonte de energia sendo indicada para “dar um gás” nos compromissos do dia a dia.

Foto: Shutterstock 

É regulador da pressão

Devido à presença de potássio em sua polpa, a atemoia auxilia na redução da pressão arterial, pois esse mineral é vasodilatador. Usado pelo nosso corpo para equilibrar a água, o potássio é também elemento necessário para a contração muscular. Uma dieta rica nesse mineral é ótima para os praticantes de atividades físicas em geral.

Deve ser consumida in natura

O melhor jeito de ingerir a fruta é da forma como a natureza nos mandou, pois assim se preservam os nutrientes. Caso você opte pelo suco, por exemplo, a vitamina C se perderá em cerca de 20 minutos a partir do momento em que a bebida foi preparada. Além disso, as fibras presentes também se quebrarão.

Casca e sementes podem ser aproveitadas

“Se devidamente usadas, não fazem mal à saúde”, explica a nutricionista Juliana Fontes. Embora seja difícil consumir a casca in natura por ser pontiaguada, áspera e não ter um sabor muito agradável. Para isso, ela apresenta uma sugestão: “Pode ser usada para fazer geleia ou até mesmo compota. A casca possui fibras e minerais”. E as sementes? “Ricas também nesses elementos, podem ser trituradas e colocadas sobre iogurtes, frutas, saladas, sorvetes e até mesmo no arroz com feijão”, responde Juliana.

Compre na estação

Já é tempo de atemoia – e o período vai até novembro. Durante a safra de qualquer alimento, sua qualidade nutricional é melhor, apresentando maiores taxas de nutrientes; em especial, as vitaminas e os minerais. “E quanto mais maduro o fruto estiver, maior sua quantidade de nutrientes”, ressalta a nutricionista.

É fonte de energia

A atemoia é fonte de energia (243 calorias em uma unidade de 250 g), sendo indicada para “dar um gás” nos compromissos do dia a dia. Isso se deve à grande quantidade de carboidratos encontrada em sua polpa. “Sendo assim, ela deve ser consumida com moderação, principalmente por quem está tentando controlar os ponteiros da balança”, alerta a nutricionista.

Rica em fibras

As fibras são importantíssimas para o adequado funcionamento intestinal, além de diminuir a absorção de açúcar e de gordura, sendo ideal para quem tem diabetes e/ou colesterol elevado.

Revista VivaSaúde edição 120



COMENTE!