assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Cuide da saúde do seu intestino com aveia

Publicado em 18 de Sep de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Rica em fibras, a aveia melhora o trânsito intestinal e ainda ajuda a prevenir a obesidade. Confira mais benefícios



Texto: Rita Trevisan/ Foto: Fabio Mangabeira/ Adaptação: Letícia Maciel

Misturada à água, a aveia se transforma em um gel que ajuda a carregar todas as
outras substâncias de que nos alimentamos pelo sistema digestório
Foto: Fabio Mangabeira

Rica em fibras, a aveia exerce um papel fundamental na funcionalidade do intestino, que é o órgão responsável pelo processo de digestão e absorção dos nutrientes. “A aveia melhora o funcionamento do intestino e, consequentemente, protege o órgão, afastando o risco de doenças típicas como apendicite aguda, doença diverticular do cólon, síndrome do cólon irritável, colelitíase, hemorroidas, hérnia hiatal por deslizamento, doença de Crohn e carcinoma de cólon, que é um tipo de câncer”, garante a nutricionista Maria Izabel L. Vasconcelos, do Ganep Nutrição Humana. Isso acontece porque, contendo fibras do tipo solúvel em água, a aveia se transforma em um gel que ajuda a carregar todas as outras substâncias de que nos alimentamos pelo sistema digestório, melhorando o trânsito intestinal. Dessa forma, ela torna mais eficaz a eliminação dos resíduos, por meio das fezes, diminuindo o tempo que determinadas substâncias tóxicas ficam em contato com o órgão. A aveia ainda vai provocar o amolecimento das fezes, facilitando o processo de evacuação e evitando os problemas associados à prisão de ventre. E, além de tudo isso, as fibras do alimento têm outra função importante: elas atuam como prebióticos, auxiliando na manutenção da microflora intestinal.

Ação em outras partes do corpo

Ricas em minerais, vitaminas, antioxidantes e fitoquímicos protetores do organismo, as fibras da aveia também auxiliam na diminuição dos níveis de colesterol do sangue, beneficiando o coração. E mais: elas ajudam a regular a absorção intestinal dos açúcares provenientes dos alimentos, o que permite que tenham um papel importante na dieta das pessoas com diabetes. “Existem evidências científicas de que uma dieta rica em fibras e pobre em gorduras pode reduzir o risco de certos tipos de câncer, doenças do coração e diabetes do adulto. Alimentos ricos em fibras, como a aveia, podem, ainda, ser úteis no controle de peso, prevenindo e tratando a obesidade. Afinal, dietas com alto teor de fibras geralmente possuem baixa densidade calórica e induzem à menor ingestão de alimentos, já que a sensação de saciedade que proporcionam é mais prolongada”, garante Maria Izabel Vasconcelos.

Quanto você precisa consumir

Versátil, o alimento cai bem como ingrediente de vitaminas, quando misturado a frutas e saladas ou preparado em forma de mingau. O ideal é consumir, durante todo o dia, ao menos duas colheres (sopa) de aveia. Porém, vale um alerta: toda a ingestão de fibras precisa ser acompanhada de um consumo adequado de água. Afinal, o líquido é fundamental para dissolver a aveia, permitindo que ela cumpra sua função no intestino. Sem água suficiente, a aveia pode provocar efeito contrário, levando à constipação.

 

Revista VivaSaúde Edição 85



COMENTE!