Super Banner

Como lidar com a gravidez na adolescência

Publicado em 14 de Sep de 2013 por Ingrid Tanii | Comente!

Fase de transição da infância para a vida adulta, a adolescência é uma época de conflitos, de auto afirmação, de profundas mudanças no corpo, de estudos para ter uma profissão e de sonhos com o futuro



Texto: Janete Tir/ Foto: Reprodução/ Adaptação: Ingrid Tanii

Conversas francas e palestras voltadas aos interesses dos jovens podem fazer com que

         os adolescentes entendam a necessidade da proteção nas relações sexuais

                                                      Foto: Reprodução

O corpo feminino, depois da primeira menstruação, em tese, já está preparado para uma gravidez. Mas, segundo a ginecologista Albertina Duarte, “a adolescente precisa de acompanhamento e controle mais intensos do que uma mulher que engravida aos 40 anos. Por isso, é importante fazer um bom pré-natal”.

 

Os problemas acontecem porque o organismo da menina está em crescimento, que continua até os 18 anos, e ao mesmo tempo precisa nutrir o feto em formação. “Isso pode ocasionar desnutrição tanto para a mãe como para o bebê. Outro fato comum é uma incidência maior de partos prematuros, restrição de crescimento do bebê e também hipertensão, comparado à gravidez de não adolescentes”, esclarece a ginecologista Carolina Ambrogini.

Depois do nascimento, elas ficam perdidas, porque a garota não está preparada para cuidar do filho. Então, é a avó que assume o papel de mãe e sustenta as duas crianças. Essa situação, mais o fato de não poder acompanhar as colegas de escola às festas ou passeios, pode desencadear uma depressão pós-parto.

Às vezes, elas não pedem ajuda da família e tentam se livrar do bebê em clínicas de aborto inadequadas e clandestinas, já que o aborto é crime. Com isso, ficam mais suscetíveis a infecções, que podem comprometer o futuro reprodutivo da adolescente.

Revista VivaSaúde Ed.62



COMENTE!