assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Benefícios de conversar com o bebê durante a gestação

Publicado em 28 de May de 2015 por Clara Ribeiro | Comente!

De acordo com especialistas, mesmo antes do feto realmente ouvir, ele já consegue captar as vibrações das emoções contidas nas palavras



Texto: Clara Ribeiro / Foto: Shutterstock

Conversar, cantar ou até mesmo ler histórias são opções para manter

a comunicação com a criança ainda na barriga

Foto: Shutterstock

Há muitas dúvidas quanto a importância da intereção entre mãe e bebê, ainda na barriga. Alguns especialistas acreditam que a conversa com a criança ainda na barriga, mesmo parecendo estranho, é fundamental para a formação do vínculo familiar, como explica Adriana Smaniotto, médica especializada em ginecologia e obstetrícia da Clínica Plena. “Esta conversa mostra uma atitude de respeito e amor que a mãe tem pela criança que está sendo gestada”, revela.

Além da fala, o bebê também recebe as emoções sentidas pela gestante, já que durante os meses de gravidez, o feto é diretamente ligado a tudo o que a mãe sente e fala. Adriana explica que devido a esta ligação direta que a mãe deve permanecer em um ambiente tranquilo e fraterno, tendo a presença constante da figura paterna para o fortalecimento do vínculo familiar. “Se tudo o que toca a mãe toca o bebê, logo o feto irá perceber a influência que o pai exerce sobre ela e, consequentemente, sobre ele”, explica Adriana.

ALÉM DA CONVERSA

Estabelecer contatos sonoros harmoniosos na gravidez – com conversas, leituras ou ouvir músicas – tanto por parte da mãe como do pai, forma o laço do bebê com a família e também com o ambiente externo. 

Os sons emitidos pelos pais estabelecem a comunicação entre a família, porém eles devem ser agradáveis principalmente para mãe, o que possibilitará a liberação de hormônios de prazer que afetarão a criança no útero. “Ao mesmo tempo, brigas, gritarias e ruídos relacionados ao estresse podem alterar negativamente o desenvolvimento da criança, tornando-a uma criança agitada e irritada”, alerta a especialista.

LIVROS

A leitura de livros ou até mesmo a narração de histórias são opções para manter a comunicação com a criança. Para Cléo Busatto, escritora e contadora de histórias, ler durante a gestação pode influenciar o bebê no futuro. “Narrar e contar histórias da família onde ele irá nascer, como ele é amado pelos pais e também livros que os pais gostem fortalecem o vínculo entre eles e desperta o prazer da leitura ainda no ventre”, finaliza.



COMENTE!