assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Tratamento para Parkinson pode estimular a criatividade

Publicado em 08 de Apr de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Tratamento para Parkinson pode estimular a criatividade nas áreas da pintura, da escultura e até da escrita



Texto Diego Benine/ Foto: Shutterstock 

Arte

(Foto: Shutterstock)

Um fenômeno curioso tem despertado a atenção de especialistas na doença de Parkinson: muitos pacientes tratados com drogas que aumentam a atividade da dopamina (neuro transmissor responsável por promover a motivação) no cérebro estão desenvolvendo talentos criativos nas áreas da pintura, da escultura e até da escrita. A professora Rivka Inzelberg, da Tel Aviv University’s Sackler Faculty of Medicine (Israel) produziu um relatório sobre o assunto. Após reunir e analisar estudos de casos de todo mundo, ela descobriu que todos os indivíduos que apresentaram essa criatividade artística foram tratados com precursores sintéticos da dopamina ou com agonistas dopaminérgicos – medicamento que estimula os receptores do neurotransmissor.

Esses tratamentos normalmente são empregados para reduzir os tremores e a rigidez muscular decorrentes da doença. Entre os quadros estudados pela especialista está o de um arquiteto que começou a desenhar e a pintar figuras humanas após o tratamento, além de um homem que se tornou poeta premiado. Segundo ela, é possível que os pacientes estejam expressando talentos latentes que nunca tiveram coragem de demonstrar antes. Isso porque a dopamina está ligada à redução de inibições, o que facilitaria o exercício da criatividade.

Revista VivaSaúde/ Edição 118



COMENTE!