assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Sinais e recuperação da dor de cabeça ou enxaqueca

Publicado em 22 de Oct de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Se você toma até dois medicamentos por semana para se livrar dela, cuidado. Pode ser enxaqueca. Atente-se aos sinais e saiba como superar o incômodo



Texto Priscila Pegatin / Foto: Shutterstock 

Dor de cabeça

(Foto: Shutterstock)

“Até parece que o coração passa a pulsar na cabeça, de forma constante.” É assim que pacientes que sofrem com enxaqueca relatam a dor. O desconforto tem causa genética e atinge muito mais as mulheres. É comum, além da dor, a pessoa enxergar fachos de luz, manchas escuras ou ter formigamento de algumas partes do corpo.

Por isso ela é chamada de enxaqueca com aura. Mas, apesar da dor insistente, a neurologista Célia Roesler (SP) explica que alguns pacientes levam até cinco anos para procurar ajuda, isso porque fazem o uso errado de anti-inflamatório ou analgésico para se livrarem dos sintomas. Veja quando é hora de consultar um médico e fazer um tratamento.

Entenda como a sensação dolorosa começa:

(Foto: Shutetrstock)

Nem toda dor é enxaqueca

  • Existem mais de duzentos tipos de dor de cabeça.
  • A enxaqueca se caracteriza pela intensidade de moderada a grave.
  • Ela atinge só um lado da cabeça e é latejante.
  • Uma crise dura de 4 a 72 horas.
  • Há intolerância à luz e ao barulho.
  • Pode estar associada a náuseas e vômitos.
  • O diagnóstico é feito por meio do relato do paciente.

Atenção! O que pode provocar uma crise

  • Dieta: vinho tinto, chocolate e café são os principais alimentos.
  • Fatores ambientais: luz forte, frio, calor ou odores, como perfume.
  • Questões psicológicas: estresse e mudanças na rotina.
  • Alterações hormonais: menstruação e uso de anticoncepcional.

    (Foto: Shutterstock)


    Revista VivaSaúde / Edição 150


COMENTE!