assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Saiba mais sobre as dores de cabeça na infância

Publicado em 10 de Dec de 2015 por Kelly Miyazato | Comente!

Seu filho se queixou de dor de cabeça? Então, fique atento e saiba mais sobre as dores de cabeça na infância



Texto Leonardo Valle | Ilustrações Gilberto Miadaira | Adaptação Kelly Miyazzato

Saiba mais sobre as dores de cabeça
na infância

Cerca de 90% das dores de cabeça na infância são benignas. “Contra o problema, podem ser feitas compressas geladas e uso de analgésico, desde que a dor seja esporádica”, assinala Célia Roesler, neurologista e diretora da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCe). Quando a criança tem essa dor, ela para de brincar ou deixa o computador de lado e procura um lugar silencioso e com pouca luz, na tentativa de diminuí-la. “Ela dorme e, às vezes, acorda sem dor. Quando isso se torna frequente, está na hora de procurar um especialista para investigar e tratar”, diz a neurologista. Se a dor vier seguida de febre, vômitos, rigidez de nuca, piora com a atividade física ou tosse, o pronto atendimento deve ser imediato.

 

  • De olho nas queixas

“A dor de cabeça na infância pode ser enxaqueca, cefaleia do tipo tensional, sinusite, problemas devisão, meningite ou até mesmo um tumor ou sangramento (acidente vascular cerebral - AVC). A queixa da criança deve ser valorizada. Acredite nas informações que ela dá”, diz médica.

 

 Revista VivaSaúde | Ed. 151

 

 

 

 



COMENTE!