assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Dia do homem: Veja dados sobre a saúde masculina

Publicado em 15 de Jul de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

No dia 15 de julho é comemorado o dia do homem. Mas será que eles estão atentos à saúde? Confira os resultados de pesquisas recentes sobre a saúde deles



Texto: Letícia Maciel/ Foto: Shutterstock 

Para 25% dos homens que participaram da pesquisa, ficar impotente é mais
preocupante do quer ficar desempregado 
Foto: Shutterstock  

Segundo dados do IBGE, dos 95 milhões de homens existentes no Brasil, mais de 35 milhões encontram-se acima dos 40 anos de idade. Com a crescente expectativa de vida, para eles uma elevação em torno de dez anos nos últimos trinta anos, é natural que busquem viver melhor na medida em que a idade chega. No entanto, mesmo com grande acesso à informação, os homens ainda negligenciam a própria saúde, de acordo com pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) em parceria com a Bayer.

O estudo feito com 3.500 homens, em sete cidades brasileiras, mostra que o público masculino até está mais preocupado com sua saúde, porém, ainda não vai ao médico com regularidade e desconhece informações importantes para viver e envelhecer com mais qualidade de vida e bem-estar.

O resultado da pesquisa mostrou que mais da metade dos homens (51%) não costuma ir ao urologista ou ao cardiologista com regularidade e 83% não conhecem os sintomas da andropausa, baixa acentuada da testosterona – hormônio masculino – que ocorre ao longo dos anos em todas as pessoas do sexo masculino e que tem tratamento. 

Quando são observados os números fornecidos pelo Ministério da Saúde, fica evidente que esse descaso pode ter sérias consequências. Das 665.551 mortes masculinas em 2011,175 mil (26%) foram causadas por doenças do aparelho circulatório; seguido de causas externas (crimes e acidentes de trânsito) com 119 mil mortes; câncer e tumores mataram 98 mil homens e doenças do aparelho respiratório foram responsáveis por 66 mil mortes entre eles. Não à toa o brasileiro espera viver até os 70 anos, enquanto elas – que frequentam o médico com maior regularidade – chegam, em média, aos 78 anos de vida.

MANTER A FORMA ALÉM DA VAIDADE 

Outro dado relevante mostra como a famosa “barriguinha de chopp” não é levada a sério e, com isso, muitos homens acabam não relacionando o tamanho da circunferência abdominal com a saúde. Neste quesito, 59% não sabem qual a medida ideal da circunferência abdominal para evitar problemas de saúde e 55% dizem desconhecer o tamanho de sua própria cintura. Para se ter uma ideia, o número ideal deve estar entre 90 e 95 cm. 

PREOCUPAÇÃO X CONHECIMENTO 

Nos resultados também é possível constatar que nem sempre o nível de preocupação masculina está alinhado com o grau de conhecimento sobre o assunto em questão. Quando questionados sobre qual sua maior preocupação, os homens colocaram a impotência sexual no topo da lista (28%). Para eles, ficar impotente é mais preocupante do quer ficar desempregado (25%). Apesar do grande receio em relação à impotência sexual, aproximadamente a metade (48%) dos homens não sabe ou nunca ouviu falar sobre a reposição hormonal masculina com testosterona, que está diretamente ligada com o problema.




COMENTE!