assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Conheça mais sobre o Teste do Pezinho

Publicado em 06 de Jun de 2015 por Clara Ribeiro | Comente!

O que é possível descobrir numa gotinha de sangue? No Dia Nacional do Teste do Pezinho conheça mais sobre o exame capaz de detectar precocemente mais de 50 doenças em recém-nascidos



Conheça mais sobre o Teste do Pezinho, responsável por identificar inúmeros problemas 

no desenvolvimento dos bebês

Foto: Shutterstock

O Teste do Pezinho, conhecido também como triagem neonatal, é capaz de detectar precocemente mais de 50 doenças entre patologias metabólicas, genéticas e infecciosas que poderão causar alterações no desenvolvimento neuropsicomotor do bebê. A retirada do sangue é feita por meio de um furinho no calcanhar do recém-nascido, embora o sangue também possa ser coletado do braço.

A escolha do local para coletar o sangue se deve pela região ser rica em vasos sanguíneos, de modo que o procedimento pode ocorrer rapidamente, com um único furinho. “Poucas gotas de sangue em um papel-filtro próprio, colhidas na primeira semana de vida, bastam para esse exame”, explica o médico geneticista clínico Gustavo Guida, do Sérgio Franco Medicina Diagnóstica.

Leia mais sobre exames médicos em bebês:

O teste do pezinho é obrigatório por lei em todo o Brasil e hoje em dia o exame é feito após 24 horas de vida, o que possibilita a coleta ainda na maternidade. “Comparado ao exame tradicional, que geralmente ocorre no quinto dia de vida do bebê, ele tem um resultado mais rápido e confiável, enquanto investiga um número maior de doenças”, enfatiza o especialista.

A simples atitude de realizar o exame faz com que doenças causadoras de sequelas irreparáveis no desenvolvimento mental e físico da criança sejam detectadas e tratadas mesmo antes do aparecimento dos sintomas.



COMENTE!