assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Como o uso de suplementos pode ajudar quem tem Alzheimer

Publicado em 14 de Dec de 2016 por Kelly Miyazato | Comente!

Você sabia? A combinação de compostos está sendo estudada mediante ao uso de suplementos que podem ajudar quem tem Alzheimer ou no estágio anterior a ele. Fique por dentro!



 

Saiba como o uso de suplementos pode ajudar quem tem Alzheimer

O resveratrol (da uva) e a curcumina (do açafrão) têm sido estudados por seu efeito protetor, mas ainda não há indicação oficial de uso. Entre os compostos usados em pacientes com comprometimento cognitivo leve (CCL) há uma combinação de ácidos graxos e vitaminas testados em mais de 300 pacientes na Europa. “Esse complemento tem EPA/DHA, UMP, colina, fosfolipídios, zinco, selênio e vitaminas do complexo B, importantes como cofatores para a síntese e a manutenção de membranas neurais”, fala o neurologista Paulo Bertolucci, da Unifesp. Em teoria, o produto teria um efeito similar ao da dieta mediterrânea. A nutricionista Neusa Vieira (Unifesp) observa que o uso de suplementos em pacientes com Alzheimer, ou no estágio anterior a ele, deve ser considerado nos casos em que há déficit ou quando a capacidade de se alimentar é prejudicada pelos sintomas. Ela lembra que é preciso dar especial atenção à consistência da comida, bem como ao uso de fibras e/ou probióticos para regularizar o intestino, sua microbiota e, assim, fortalecer o sistema imunológico.

 

*Por Tatiana Pronin | Fontes "Doença de Alzheimer - O Guia Completo" (MG Editores), de Judes Poirier e Serge Gauthier; National Institutes Of Health (NIH); Alzheimer'S Association (ALZ.ORG); Thiago Mônaco (Geriatra e Professor da Faculdade de Medicina Uninove) | NeusaVieira nutricionista (Unifesp) - Suplementos | Foto Shutterstock | Adaptação Kelly Miyazzato.


Revista VivaSaúde | Ed. 162

Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título

 

 

 

 

 

 

 



COMENTE!