assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

A reversão da vasectomia é possível?

Publicado em 20 de Nov de 2017 por Kelly Miyazato | Comente!

Chegou à conclusão que não deseja ter filhos? É importante analisar com cautela os prós e contras, pois embora saibamos que a reversão da vasectomia é possível, a fertilidade pode ficar comprometida, como explica Sidney Glina, urologista do Hospital Israelita Albert Einstein (SP)



 

Saiba mais sobre a reversão da vasectomia

O problema de realizar a vasectomia muito jovem é que, no futuro, o homem pode querer ter filhos e se arrepender da cirurgia. E mesmo sendo ela reversível (com uma microcirurgia que une novamente o canal deferente), a fertilidade pode ficar comprometida, isso por conta daqueles anticorpos anti-espermatozoides que passam a ser produzidos pelo organismo. “Isto vai piorando com o passar dos anos. Estima-se que após 15 anos de vasectomia, a chance de conseguir espermatozoides após a reversão é de 80%, mas a chance de acontecer uma gravidez é de 30% em um ano”, afirma Sidney Glina, urologista do Hospital Israelita Albert Einstein (SP). Por isso, apesar de a vasectomia ser uma cirurgia simples e reversível, os homens mais jovens e sem filhos precisam analisar com cautela os prós e contras do procedimento, pensando no seu futuro e da sua possível futura parceira.

 

*Por Daniel Navas | Colaborou Samantha Cerquetani | Fontes Alex Meller, urologista da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Valter Javaroni, urologista, Membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Sistema Único de Saúde (SUS), National Health Service (NHS) e Centro Brasileiro de Urologia | Imagens Shutterstock, Dan Arsky, Ministock e Channelart | Adaptação Kelly Miyazzato.

 

Revista VivaSaúde | Ed. 173

Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título

 

 

 

 

 

 

 

 



COMENTE!