Super Banner

Dicas para ter bom humor

Publicado em 17 de Dec de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Apesar de ser um mecanismo aparentemente simples, a risada guarda um complexo sistema que envolve o cérebro e afeta todo o organismo. Veja algumas dicas para combater o mau humor e afastar o estresse



Texto: Sucena Shkrada Resk/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel

Para acabar com o mau humor, é preciso deixar de lado a "síndrome de Gabriela"

Foto: Shutterstock 

Rir tem uma relação profunda com a autoestima e não depende nem de tempo nem de dinheiro”, afirma a neurolingüista e professora de química Ivone Engelmann, que desde 2000 desenvolve palestras sobre a importância da terapia do riso “Na verdade, ao ficarmos de mau humor e vermos o defeito do outro como algo tão grande, muitas vezes estamos nos refletindo no próprio espelho. E, ao aprendermos a dar risada de nossa própria intolerância e erros, estamos aprendendo a nos conhecer”, fala. Ao liberar a endorfina, segundo Ivone, conseguimos estabelecer um equilíbrio, que vai à contramão do esgotamento físico e mental, e proporciona uma melhora de nosso sistema imunológico.

A neurolingüista conta que hoje, por exemplo, muitos casamentos e uniões são desfeitos por motivos banais. “Às vezes, o fato de o companheiro deixar a toalha jogada no chão pode tomar proporções enormes, causando mágoas. A questão é que há o espaço para negociar e de o outro aceitar ou não. E, nesse embate, as pessoas até contraem doenças e veem que estão perdendo os cabelos por causa desse modo de ver a vida”, diz. De acordo com Ivone, o ponto de partida para dar-se ao direito de manifestar alegria é deixar de lado o que chama de “síndrome de Gabriela”, em paródia à personagem do escritor Jorge Amado. “Eu nasci assim, eu cresci assim. É possível mudar essa trajetória.

Deixe o bom humor entrar na sua vida 

  • Exercite o lúdico, por meio das brincadeiras, das práticas esportivas, do hábito de cantar
  • Não tenha medo de rir das próprias gafes
  • Não tenha vergonha de rir sozinho ou acompanhado
  • Assista comédias, de vez em quando, para liberar o bom humor
  • Mantenha contato com crianças e pessoas alegres, pois essa energia é contagiante
  • Se possível, tenha um animal de estimação, que proporciona o bem-estar e momentos prazerosos

Revista VivaSaúde Edição 62



COMENTE!