assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Conheça os benefícios de ser ativo

Publicado em 06 de Apr de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

Conheça os reais benefícios de ter uma vida ativa e saiba como mudar o seus hábitos


  • Vamos lá 

    Dá preguiça só de pensar? Todo sedentário imagina o exercício físico como um enorme esforço e uma chateação sem fim. Mas praticar atividades pode não ser tão insuportável. “É importante ter uma meta agradável para si mesmo”, diz o médico Benjamin Apter, especialista em medicina esportiva e fisiologia do exercício pelas Universidade de São Paulo (USP) e Unifesp. Outra forma de pensar pelo lado positivo: um corpo em movimento está fisicamente mais preparado para atividades prazerosas, como viajar, por exemplo. E um forte argumento apontado por Apter é saber que os exercícios podem ajudar no tratamento de doenças.A prescrição de atividade física deve levar em consideração a faixa etária, mas também outras características individuais influenciam a orientação, como as doenças associadas, os objetivos, as motivações, as preferências individuais e as experiências pregressas com atividades físicas. “Normalmente, temos recomendações gerais para crianças e adolescentes (até 18 anos), adultos (de 18 a 65 anos de idade) e para os idosos (acima de 65 anos de idade)”, explica o médico Jennings.

  • Na infância 

    A prática regular de atividades físicas deve ser incentivada desde criança, com objetivo de estimular as capacidades motoras, aumentar o pico de obtenção de massa óssea e  até mesmo fazer com que as crianças tornem-se mais habituadas a praticar exercícios. Sabe-se que um histórico de experiência positiva pregressa com exercícios torna as pessoas mais propensas a aderirem programas de exercícios regulares na idade adulta.

  • Em qualquer lugar 

    Cau Saad, educadora física e pós-graduada em metodologia do treinamento específico, diz que atividades em grupo podem ser mais estimulantes. Por isso, programas de exercícios em empresas costumam dar certo: “Fazer atividades físicas em grupo é uma alternativa para implantar saúde nas empresas e liberar o estresse do dia a dia”, diz. Cau cita outras atividades simples, que podem ser incorporadas ao cotidiano: “Subir escada de shoppings ou prédio, carregar sacolas de supermercado, caminhar em vez de pegar carro já são práticas válidas. Em casa, agachamento, flexão de braço, pular corda e caminhada em velocidade rápida etc.”. Preguiça, baixa autoestima e desânimo resultam do estilo de vida sedentário.

     

  • Na melhor idade 

    O médico Apter diz que por conta dos sintomas de dor muscular ou articular, o idoso tem a sensação de que o repouso é a melhor solução, “mas o que ocorre é justamente o contrário”, diz. “Com a inatividade, perde-se massa muscular, o que leva à sobrecarga das articulações e à piora do sintoma da dor”, explica Apter. Mas os exercícios devem ser adaptados aos esportistas mais velhos e há necessidade de que idosos iniciem com um treino de fortalecimento muscular.

Texto: Douglas Glan/ Ilustração: Sueli Mendes/ Adaptação: Letícia Maciel 

Revista VivaSaúde Edição 127



COMENTE!