assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Atividade física na infância pode reduzir problemas na coluna

Publicado em 06 de May de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Ortopedista orienta educadores a incentivarem as crianças a fazerem exercícios físicos. Além de prevenir problemas na coluna, a medida fortalece autoestima e socialização



Atividade física na infância

(Foto: Shutterstock)

Hoje, mais do que nunca, a educação na escola vai além da ciência, matemática e português. As atividades intelectuais sempre foram fundamentais para o aprendizado e desenvolvimento das crianças. Porém, o excesso de peso que toda a população mundial, principalmente as crianças, vem enfrentando nos últimos anos é crescente e ressalta a importância da atividade física regular dentro e fora do ambiente escolar. Segundo a Iniciativa de Vigilância da Obesidade Infantil, parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), com dados de 2013, um terço dos pequenos de 6 a 9 anos está obeso ou acima do peso.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, uma em cada três crianças sofre com a doença. A OMS ainda recomenda que crianças de 5 a 17 anos pratiquem sessenta minutos de exercícios diários para combater a obesidade, melhorar a capacidade cardiorrespiratória e fortalecer ossos e músculos. "As nossas crianças precisam não somente de educação intelectual, mas, principalmente, da verdadeira educação física para se tornarem adultos saudáveis", afirma o ortopedista e coordenador do Grupo de Cirurgia de Coluna Minimamente Invasiva do Hospital S. José da Beneficência Portuguesa (GCCMI), Pil Sun Choi. 

Segundo o especialista, depois de adultas, cerca de 80% das crianças desenvolverão problemas na coluna, por obesidade ou outros fatores, como a postura. Recomenda-se, inicialmente, que os pequenos sejam avaliados por médicos para detecção de doenças e que, só depois, sejam encaminhados para a prática de atividades físicas regulares. "A educação física deve tornar-se obrigatória no seu verdadeiro sentido: por meio de uma avaliação médica inicial e posterior orientação dos educadores físicos para a prática regular de atividades físicas. Infelizmente, muitas escolas ainda não têm essa estrutura", conclui.

Outro ação a ser levada em consideração para evitar problemas lombares no futuro é a ajuda no desenvolvimento de uma consciência postural. "É de fundamental importância orientar a prática da boa postura. A criança deve aprender a sentar sempre com a coluna reta e por um período não maior que uma hora, pegar peso flexionando os joelhos e nunca dormir de bruços", orienta o ortopedista. Segundo ele, as medidas associadas à prática regular de atividades físicas irão diminuir problemas relacionados ao envelhecimento biológico do indivíduo.



COMENTE!