Editora Escala
  Loja Escala | Faça sua Assinatura | Anuncie | SAC | 55 11 3855-1000    
Viva Saúde
Edição 70
Sumário da Edição
Edições Anteriores
Editorial
Sala de Espera
Consultório Médico
Aconteceu Comigo
Raio x
Leveza à Mesa
Atividade física
Saúde Natural
Mundo Infantil
Olho Clínico
Mais Vitalidade
Onde Encontrar
Internet
 
Exclusivo assinantes
Fale conosco
Assine já
Anuncie
 



  Abacate está liberado!
Por muitos anos a fruta foi excluída das refeições por ser considerada muito calórica. Agora, volta ao cardápio para controlar as taxas de colesterol

POR JANETE TIR

FOTO: SHUTTERSTOCK

Calorias e gordura não faltam ao abacate. Dois motivos mais do que sufi cientes para tachá-lo erroneamente como vilão do emagrecimento e do controle de colesterol. Mas recentes pesquisas científi cas são unânimes em afi rmar que a gordura encontrada na fruta é monoinsaturada e essencial ao bom funcionamento do organismo. Estudos do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), nos EUA, comprovam que o consumo regular desse tipo de gordura é capaz de diminuir os níveis de LDL (mau colesterol) e aumentar os de HDL (o bom colesterol). Segundo Durval Ribas Filho, nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), "a presença da gordura monoinsaturada é sempre recomendada para qualquer dieta equilibrada, mas sempre levando em consideração o volume calórico total diário". Isso porque em apenas 100 g da polpa de abacate há 167 calorias. Para poder aproveitar os benefícios da fruta, sem medo de o ponteiro da balança subir, o especialista recomenda o consumo de duas a três porções por semana, lembrando que cada porção equivale a 1 colher de sopa.

Doce inofensivo
Todas as frutas são benéfi cas e podem ser consumidas por quem tem diabetes, "mas aquelas que possuem um índice glicêmico menor são as mais adequadas, como o abacate, o pêssego, a ameixa, o morango, a cereja, a amora", afi rma Durval Ribas Filho, da Abran.

BOM PARA O FÍGADO
Um outro ponto a favor do abacate foi marcado pela Universidade Shizuoka, no Japão. Depois de investigarem 22 frutas, os pesquisadores japoneses chegaram à conclusão de que o abacate é muito mais potente para proteger o corpo contra toxinas prejudiciais ao fígado. Estas toxinas, de acordo com o estudo, são semelhantes às encontradas nas hepatites virais.

Faça já sua busca
no site da revista Viva Saúde
Cadastre-se já no boletim da revista Viva Saúde



Editora Escala
  Loja Escala | Faça sua Assinatura | Anuncie | SAC | 55 11 3855-1000