Viva Saúde
Edição 47 - Maio/2007
 
Sumário da Edição
Edições Anteriores
Editorial
Sala de Espera
Consultório Médico
Aconteceu Comigo
Raio x
Leveza à Mesa
Atividade física
Saúde Natural
Mundo Infantil
Olho Clínico
Mais Vitalidade
Onde Encontrar
Internet
 
Exclusivo assinantes
Fale conosco
Assine já
Anuncie
 

  frutas, legumes e verduras... é hora do banho!
As vantagens de uma alimentação rica em legumes e frutas já são bem conhecidas. Mas esses nutrientes serão ainda melhor aproveitados com uma higienização correta dos vegetais

POR JANETE TIR
FOTO FERNANDO GARDINALI

FOTO FERNANDO GARDINALIQuem pensa que basta lavar bem, e em água corrente, verduras, frutas e legumes, que as bactérias somem, pode amargar uma possível contaminação com o intestino em frangalhos. Os microrganismos existentes nos alimentos ingeridos crus são causadores da disenteria. Por isso, gastar mais tempo na limpeza dos vegetais, poupa você e a sua família de sofrer com um mal-estar que pode ser evitado. As principais vítimas das bactérias são crianças com menos de cinco anos, idosos com mais de 60 anos, mulheres grávidas e pessoas que usam me - dicamentos imunossupressores. Pa ra os outros o risco existe, mas é menor.

Esse cuidado começa na hora da compra. Quando a preferência for pela feira livre, observe a qualidade dos produtos. Se estiverem amassados, evite-os. Nos supermercados, fique de olho para não levar alimentos vencidos. Também, evite comprar vegetais picados. “Se foram cortados sem higienização, a polpa acaba sendo contaminada”, alerta a especialista em nutrição Marisa Resende Coutinho, do Hospital e Maternidade São Camilo, de São Paulo.

Limpeza correta
As verduras devem ser bem-lavadas, passando-se os dedos por toda a casca para retirar terra, pedaços machucados da folha e larvas. Depois, deixe de molho em uma solução desinfetante por 30 minutos. A seguir, lave novamente em água corrente e consuma sem qualquer receio.

Para os legumes, o procedimento é o mesmo. Se for ingeri-los com a casca, é importante esfregar com uma bucha própria sobre toda a extensão, para eliminar a camada esbranquiçada de agrotóxico. Daí, é só colocar de molho em solução e consumir.

As frutas precisam ser limpas da mesma forma. “A maçã ou a pêra devem ser lavadas com uma esponja, já que é consumida com a casca. É importante esfregar para que a quantidade de agrotóxico ingerida diminua”, alerta. Para as uvas, o cuidado é maior: “é preciso lavar uma a uma, sem arrancá- las do galhinho. Alguns cachos são bem fechados e pode ter teia de aranha no meio, então, apenas água e deixar em solução não resolve”.

Orgânicos e hidropônicos
A opção por essas verduras é tendência mundial, dizem os especialistas. Isso para escapar dos agro tóxicos usados no plantio convencional. Mes mo nesses casos, mais isentos do potencial de intoxicação, não dá para relaxar na hora da limpeza. Os vegetais são cultivados na terra, onde há bac térias.

Então, a higienização deve ser igual. Já os hidropônicos, cultivados em estufas irrigadas, precisariam apenas de uma lavagem mais criteriosa mas, na dúvida, é melhor desinfetá-los também.

Para os produtos que já vêm limpos, às vezes picados, nos supermercados, a nutricionista diz que “é bom verificar a procedência e saber se passou por desinfecção e acondicionamento em em balagens com atmosfera modificada. Porém, os industrializados contam com a fiscalização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

PARA CADA TIPO DE HIGIENIZAÇÃO
Frutas, saladas ou legumes e verduras cozidos, antes de irem para a mesa, precisam ter a garantia de que estão livres de bactérias e larvas. Para ter esta certeza, a nutricionista Marisa Coutinho indica alguns preparados que desinfetam os alimentos crus depois de lavados em água corrente e dão a segurança que a sua família merece.

SOLUÇÃO DE VINAGRE
A receita diz que é preciso colocar duas colheres de sopa de vinagre para cada litro de água. Daí, é só deixar as verduras e as frutas mergulhadas neste preparado por 30 minutos. Se existirem larvas vivas, o vinagre não vai matá-las, mas faz com que se soltem das folhas. Então, é preciso passar novamente em água corrente para eliminá-las da salada.

SOLUÇÃO DE ÁGUA SANITÁRIA
Também chamada de solução clorada ou de hipoclorito de sódio, é só colocar uma colher de sopa para um litro de água e deixar os alimentos por 15 minutos para eliminar larvas e bactérias. Depois, é lavar em água corrente. Para quem ainda fica com receio do cheiro do produto de limpeza, é só colocar os vegetais em uma solução de vinagre.

SOLUÇÃO COM HIDROSTERIL
Vendido em supermercados, farmácias e até feiras livres, é um preparado com hipoclorito de sódio e permanganato de potássio estabilizados que ajuda a higienizar os alimentos, eliminando larvas e bactérias. E o recomendado é colocar duas gotas do produto em meio litro de água e deixar por 15 minutos. Em seguida, é preciso lavar os alimentos em água corrente.


Faça já sua busca
no site da revista Viva Saúde


Copyright © 2008 - Editora Escala
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.