Viva Saúde
Edição 41 - Março/2007
 
Sumário da Edição
Edições Anteriores
Editorial
Sala de Espera
Consultório Médico
Aconteceu Comigo
Raio x
Leveza à Mesa
Atividade física
Saúde Natural
Mundo Infantil
Olho Clínico
Mais Vitalidade
Onde Encontrar
Internet
 
Exclusivo assinantes
Fale conosco
Assine já
Anuncie
 

o alimento revelado em detalhes
  Do fundo do mar
Repleto de nutrientes, o atum é um peixe de águas frias e profundas que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, faz bem para gestantes e é extremamente versátil na cozinha

POR CAROLINA SALLES

MIL UTILIDADES
É uma das maiores fontes de ômega 3, ácido graxo responsável pela constituição e manutenção das membranas celulares. A ingestão regular deste nutriente auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, na manutenção de níveis saudáveis de colesterol, no combate aos radicais livres e na melhora da função cerebral.

CONSERVAÇÃO
É possível congelar o peixe. Mas atenção: a temperatura do freezer deve ser inferior a -20ºC.

BEBÊS MAIS SAUDÁVEIS
O ômega 3 também é de extrema utilidade para as gestantes, pois contribui para o desenvolvimento do feto e diminui o risco de o bebê nascer com baixo peso.

DA LATA
O atum enlatado é conservado em óleo vegetal ou água e sal, e é cozido dentro da latinha de aço sem qualquer aditivo ou conservante. Por isso, preserva mais os nutrientes do que o atum in natura, cozido em casa, que acaba perdendo os nutrientes na cocção. Pode vir em postas (chamado de sólido) ou prensado (conhecido como atum ralado).

SAUDÁVEL
O peixe também é abundante em ferro, nutriente essencial no combate à anemia, e em selênio, um poderoso antioxidante.

PACOTE COMPLETO
O atum é rico em cálcio, que faz bem aos ossos, e em vitamina D, que ajuda o organismo a absorver o cálcio.

CONSUMO VERSÁTIL
De fácil digestão, pode ser consumido de várias maneiras: empanado, assado, ensopado, cozido, grelhado, frito e até cru. Neste caso, é preciso tomar cuidado com a origem do peixe.

FOTO FERNANDO GARDINALI. PRODUÇÃO LUANA PRADE

VITÓRIA DO PEIXE
Em janeiro de 2007, o mundo recebeu uma boa notícia: o Japão - maior consumidor de atum do mundo -, os países membros da União Européia, além de Estados Unidos, México e Canadá assinaram um acordo, no qual se comprometem a reduzir gradativamente a pesca do atum nos próximos quatro anos no mar Mediterrâneo e no Atlântico. A redução será significativa - o Japão, por exemplo, vai diminuir a captura em 23%. Ainda assim, segundo a ICCAT (Comissão Internacional para a Conservação do Atum do Atlântico), a restrição, para livrar este peixe da extinção, deveria ser ainda maior - chegar a 32% até 2010. O atum é uma das espécies mais ameaçadas do mundo.

FONTES: MARCIA REGINA DAL MEDICO E MARCIA CRISTINA CORRÊA AGUIAR, DO SPA JARDIM SERRA, E ALEXANDRE MERHEB, NUTRÓLOGO E DIRETOR DO ESPAÇO MERHEB DE EMAGRECIMENTO E QUALIDADE DE VIDA


Faça já sua busca
no site da revista Viva Saúde


Copyright © 2008 - Editora Escala
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.