Viva Saúde
Edição 24 - Abril/2006
 
Sumário da Edição
Edições Anteriores
Editorial
Sala de Espera
Consultório Médico
Aconteceu Comigo
Raio x
Leveza à Mesa
Atividade física
Saúde Natural
Mundo Infantil
Olho Clínico
Mais Vitalidade
Onde Encontrar
Internet
 
Exclusivo assinantes
Fale conosco
Assine já
Anuncie
 

  Tecnologia que ajuda a salvar
Máquinas poderosas que permitem visualizar o interior do corpo humano com nitidez e segurança. Técnicas modernas que revelam os mínimos detalhes de uma célula. Conheça os exames de última geração e saiba até que ponto eles contribuem para o diagnóstico precoce e o tratamento de inúmeras doenças

POR PATRÍCIA BOCCIA


TOMOGRAFIA DE 64 CANAIS
 

Como é: para o paciente, o exame não difere em nada da tomografia comum. A máquina produz a mesma quantidade de imagens, mas com uma velocidade de cortes do órgão analisado infinitamente mais rápida. Com isso, estudar veias, artérias e a função do coração, órgão que nunca pára de se movimentar, tornou-se possível.
Vantagens: na área cardiológica, graças ao tomógrafo de 64 canais, agora o médico pode fazer uma triagem e identificar os casos em que realmente é necessária a indicação de um cateterismo - um exame invasivo e que costuma oferecer riscos ao paciente.
Desvantagens: não há.

FOTOS : SIEMENS

 

ESPECTROMETRIA DE MASSA

Como é: o sangue do paciente é colhido e o material é colocado em uma máquina que irá bombardear as moléculas e quebrá-las em muitos pedacinhos. Cada pedacinho desse material será estudado para saber se a droga que a pessoa está tomando (como os imunossupressores para evitar a rejeição do órgão em pacientes transplantados, por exemplo) tem agido corretamente.
Vantagens: o tratamento de doenças, como o câncer, e de pacientes transplantados torna-se mais efetivo e menos tóxico
Desvantagens: não há.

MAMOGRAFIA DIGITAL

Como é: o equipamento dispensa o uso de chapas ou filmes - as imagens são armazenadas e analisadas em computador. A paciente fica de pé e a mama é pressionada, como na mamografia tradicional. Em seguida, um dispositivo eletrônico grava as imagens geradas pelos raios X. No monitor de alta resolução, o radiologista observa as fotos semelhantes a negativos em preto-e-branco e pode manipulá-las livremente. Dar zoom, inverter a posição, aumentar o contraste da imagem e, com isso, espera-se que o especialista não tenha dúvida na hora de formular um diagnóstico.
Vantagens: pelo método convencional, o exame precisaria ser refeito se a imagem obtida não fosse boa. Na mamografia digital, a mulher não é exposta à nova carga de radiação. Além disso, o fato de a imagem ser mais nítida possibilita a detecção de nódulos minúsculos.
Desvantagens: não reduz a pressão sobre o seio, a principal queixa das mulheres que se submetem ao exame anualmente.

PET-SCAN (tomografia computadorizada por emissão de pósitrons)

Como é: uma técnica de Medicina Nuclear que consiste na injeção de uma substância radioativa (fluordesoxiglicose-FDG) e, posteriormente, na obtenção das imagens de corpo inteiro, por meio de um moderno e avançado aparelho de tomografia. A pessoa é colocada em uma cama que passa por um arco giratório que emite múltiplas fontes de raios X. A energia atravessa o corpo do paciente e encontra receptores que processam milhares de informações em forma de imagens.
Vantagens: o método se diferencia da tomografia comum porque é capaz de detectar tumores muito pequenos. Como a substância FDG participa do metabolismo das células, acaba se ligando aos tecidos doentes e os deixa muito visíveis. Daí é possível conhecer detalhes da doença em questão.
Desvantagens: não é um exame disponível no setor público de saúde.

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | Próxima >>


Faça já sua busca
no site da revista Viva Saúde


Copyright © 2008 - Editora Escala
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.